Um juiz federal aceitou o processo judicial aberto no estado da Califórnia contra a fabricante do iPhone e a operadora oficial usada no aparelho, respectivamente a Apple e AT&T. O processo seguirá agora como ação popular (ou class-action lawsuit em bom inglês) e tem como alvo acabar com o monopólio criado pela venda do iPhone exclusivamente em uma operadora.

Segundo o processo, ao fazer da AT&T a operadora exclusiva para seu celular, a Apple aumentou os preços e diminuiu a concorrência no mercado de smartphones. Se perderem, as empresas deverão vender iPhones desbloqueados nos EUA e também permitir que programas de terceiros como Cydia e outros sejam instalados no celular, além arcar com as consequências financeiras como multas e custos legais.

Agora reparem na ironia: o iPhone 4 já é vendido desbloqueado em outros países, mas o que impede a Apple de fazê-lo nos EUA seria um contrato de ‘fidelidade’ de 5 anos firmado com a AT&T. Com o processo, talvez a empresa de Cupertino seja obrigada a sair dele sem precisar pagar uma multa de rescisão muito alta. O contrato e multa deverão soar muito familiar para aqueles que já tiveram que comprar um celular no Brasil.

Com informações: Boy Genius Report

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

RaphaelDDL
Sobre a venda, acho ótimo. Sobre as app de terceiros, acho idiota. Acredito que a empresa possa ter o direito de escolher oq quer apareça em seu produto. Daqui a pouco vao querer instalar WP7 num iPhone aff
@evilmagus
Cuidado pra ele não quebrar na viagem.
Hernani
Esse processo está correto, é como se uma empresa X no Brasil, fechasse acordo exclusivo com operadora Y, é rídiculo.
@vitorrigonibx
Ebaaaaaaa Aí vou importar meu iPhone 4 com certeza!!! hehehe
@JoaoPedroSachet
Sobre o Cydia, acho super improvável, a Apple vai dar um jeito de não aceitar o instalador do violinista programador assim, "de bandeija". Agora sobre o contrato da AT&T é um forma (bem anti-concorrencia) de baratear o preço do iPhone, mas ainda sim não justifica o que a Apple está fazendo, principalmente quando se vive num país democrático com os EUA.
JoseRenan
tava na hora! :)
kylefurtado
ALELUIA SENHOR! Já estava na hora mesmo. Vi em muitos programas de comédia americana (como o Late Show With David Letterman) fazendo graça com a AT&T e a Apple, como por exemplo: "iPhone 4 - ai um monte de funções que o iPhone não possui como ler VHS - e depois, 'desculpe mas ainda estamos na AT&T.
Sr. Sem Papo
AT&T vai se dar mau mesmo.... mas espero que isso melhore o mercado de compra do iphone.. vou vai piorar? resta so o tempo para saber
Shirou
è simples manolo, é que a Apple vai ter que liberar o iphone pra outros programas, além dos que ela 'impoem' ao comprador do Iphone por "incompatibilidade" de tecnologias, desculpinha mais esfarrapada, enfim ela sai pouco prejudicada quem tomou no c* foi a At&T, a Apple e as suas viradas de mesa misteriosa [ainda acho que quem moveu o processo tinha alguma ligação com a Apple que queria apenas se livrar do contrato de fidelidade >.<]
iBruno
Não entendi o que o Cydia, que necessita de jailbreak tem haver com o processo entre Fabricante e Operadora, que necessitam do desbloqueio. Alguém me explica? Já que o processo tem haver somente com o contrato de desbloqueio e nada haver com jailbreak?
tplayer
Isso é o de menos, eles conseguem bloquear esse aplicativos com outras clausulas obscuras da App Store.
Gabriel Subtil
A Apple consegue coisas que ninguem imagina. um fentiço virado a favor do fabricante da fentiçaria.
@taiabr
isso tornaria tudo mais facil! o que tem de gente aproveitando o dolar baixo para viajar pros EUA nao ta no gibi... =D e com a venda de iphone desbloqueado nos EUA eu iria ser mais um a se aproveitar dessa situação! ;)
Rafael Silva
Ah, mas a Apple também vai ter que aceitar programas de terceiros no iPhone, então de certa forma também vai ser ruim pra ela. Não financeiramente, mas na parte do suporte talvez.
tplayer
Quem ganha com o processo é a própria Apple. Que mundo bizarro esse em que vivemos.
Exibir mais comentários