Início / Arquivos / Demais assuntos /

Google chinês lança nova página inicial e encerra redirecionamento

Thássius Veloso

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

E a novela continua. O Google anunciou nessa terça-feira que não vai mais redirecionar todo o tráfego do Google.cn (versão para China) para o Google.com.hk (versão do Google para Hong Kong). Segundo a empresa, o governo chinês avisou que tal redirecionamento é “inaceitável” e que não iria renovar a licença para a operação do Google na China caso fosse mantido. Detalhe: a licença expira amanhã, dia 30 de junho.

“Sem uma licença de Provedor de Conteúdo de Internet [ICP, em inglês], nós não podemos operar um website comercial como o Google.cn. Então o Google seria efetivamente desligado na China.”

A briga do Google com a ditadura chinesa, como você já sabe, é antiga. A empresa se nega a submeter os resultados da busca aos filtros que o governo impõe. Tal filtro bloqueia sites de notícias, redes de blogs e buscas relacionadas a temas polêmicos para o regime, como Mao Tsé-Tung (o grande líder da china comunista) ou o massacre ocorrido na Praça da Paz Celestial.

Para fugir do Grande Firewall Chinês, o Google redirecionou seu site chinês para o de Hong Kong, uma região administrativa especial da China que conta com leis próprias. Mas o regime não gostou disso, e desde então faz pressão no Google. Agora, com a necessidade de renovação da licença, o Google não tem outra opção: ou aceita os desliga o redirecionamento, ou para de funcionar.

O Google informou que, nos próximos dias, o redirecionamento será completamente encerrado. Usuários que acessarem o Google.cn visualizarão uma página inicial especial, que contém um link para o Google.com.hk. Confira abaixo:

Nova página inicial do Google.cn. (Clique para ampliar)

Em um post no blog oficial, o Google afirmou rejeitar a ideia da auto-censura, mas que quer continuar a levar informação para as pessoas, inclusive os cidadão da China comunista. Resta saber como a ditadura vai enxergar essa mudança, já que do ponto de vista prático, a nova página inicial é meio que um redirecionamento.