O mundial de futebol desse ano é certamente um dos mais cheios de tecnologia que já aconteceu até agora. Seja no método de fabricação da bola (que segundo a Adidas, tem oito gomos que são esculpidos tridimensionalmente) ou na qualidade e quantidade de câmeras espalhadas pelos estádios da copa, tecnologia é algo que não falta no evento. Mas a FIFA restringiu um pouco quanto de vídeo entraria em campo.

A associação chegou a discutir antes do mundial a possibilidade de permitir que árbitros assistissem a replays de lances polêmicos para decidir qual penalidade passível de ser aplicada, se alguma. A FIFA até chegou a testar nos últimos cinco anos dois sistemas, o Hawk-Eye, usado em partidas de tênis para determinar se a bola tocou a linha ou não, e outro desenvolvido pela Adidas em conjunto com a empresa Cairos que envolveria implantar um chip na bola. Mas o quadro de diretores que decide as regras do campeonato não chegou a uma conclusão antes da copa e arquivaram os projetos em março de 2008.

Agora, depois dos jogos da Inglaterra contra a Alemanha e Argentina contra o México (ambos com sérias falhas de arbitragem), a FIFA anunciou que planeja reconsiderar o uso de vídeo e outras tecnologias. Sepp Blatter, presidente da FIFA, afirma que apesar de estarem pensando novamente no uso de vídeo para auxiliar os árbitros, ele não será implementado nessa copa por ela já estar em andamento. Blatter também disse que planeja atualizar o programa de treinamento de árbitros e pediu desculpas pelos erros cometidos nas duas partidas da copa.

Com informações: Mashable, Wall Street Journal.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Pedro Cardoso
O cara é sincero mas não é bem informado, hahaha.
Pedro Cardoso
Que demora para isso acontecer. Os velhinhos da International Football Association Board não gostam de novidades, e as regras do futebol são as mesmas a anos, e isso não precisa mudar, como em outros esportes. Já que essas regras simples é que fazem o esporte tão democrático e amado por todos nós. Porém, o uso de tecnologia para resolver lances polêmicos é uma necessidade cada vez mais forte. E a FIFA demorou muito para tomar essa atitude. Todos os principais esportes evoluiram, tanto nas regras quanto na tecnologia usada e só o futebol fico atrasado no tempo.
Hernani
Alguém entendeu o trocadalho do carilho ^^
Rafael Silva
Sepp Blatter é como ele é chamado na imprensa internacional, não vi problema em usar o mesmo nome aqui.
@squarebeast
"e o chip implantado nas bolas" hihehahahah Bicho, falando sério... O trio de arbitragem, mesmo sendo um trio, NÃO TEM como ver tudo o q acontece durante a partida! Acho ótimo, lindo e maravilhoso, bota um monitor no pulso do árbitro e já era. Não prejudica em nada o andamento da partida, se for utilizado corretamente.
Helder
Futebol continuaria sendo isso. Pode acontecer com qualquer um, inclusive com agente.
@Sincero
O nome do presidente da FIFA é JOSEPH BLATER e não SEPP BLATER como está escrito no texto.
@duduoo
Demorou para isso acontecer, acorda Fifa
Marcos
Pra mim se mudar for mesmo possível, bastaria colocar um chip na bola e dar o replay pro quarto árbitro. O Juiz decidiria acatar ou não.
Felipe
Eu acho q um chip na bola pra ver se entrou e mais 1 ou 2 arbitos em campo já seria suficiente
@evilmagus
Investiu mesmo? Pq na própria nota ele fala em atualizar o treinamento dos árbitros... Além disso, no futebol americano, a câmera está lá, sim, mas quem decide se ela vai ser usada ou não é o próprio árbitro, ou o treinador de cada equipe (sendo que cada treinador só pode contestar uma decisão do árbitro duas vezes). Além disso, é um jogo com regras completamente diferentes, e que se para toda hora. Imagine se toda hora, no futebol, o jogo parasse para se olhar as câmeras. Teríamos jogos com mais de uma hora, pelo menos, em cada tempo. E, quando à sua argumentação: a tecnologia não é isenta de falhas não. Querer implantar a tecnologia se baseando em "corrupção de juízes" (coisa que eu, sinceramente, não acho que tenha acontecido na copa, e não me lembro de ter acontecido em jogos recentes) não funciona. O operador da tecnologia pode ser comprado também, dentre vários outros problemas.
Breno
Eu sou totalmente a favor do uso dessas tecnologias. Quando o futebol foi inventado poucas tecnologias existiam. A bola era pesada de um couro escroto e sem padrão (cada jogo uma bola diferente), os uniformes era de um pano sem "tecnologia", os goleiros não usavam luvas boas q pegam até a mãe. E o treinamento físico era fraco e sem recursos tecnológicos (o que fez o futebol até ficar diferente hoje pq qualquer 1 pode ter um pique bãum), sem falar da dieta, tratamento do gramado e bla blab al... Pergunto, pq o povo é a favor de usar tecnologias em bolas, uniformes, treinamentos, gramado e sei lá mais o que, mas é contra o uso de tecnologia pro outro lado. pro lado que vai analisar o todo? É até sacanagem, é como só evoluir uma parte do Sistema. Tem até chuteira que reflete a luz nos zói do goleiro (né Ronaldo? =D )
Hernani
Coisa que já deveria ter sido utilizada há muito tempo, uma tv para o qaurto árbitro, e o chip implantado nas bolas.
Breno
A FIFA gastou milhões em treinamentos com os árbitros, quer mais?! Futebol americano, que tem mais contato que futebol ingles, é provido de tecnologias para lances polemicos =) O poder ficando totalmente na arbitragem, pra mim fica claro, quem compra o juiz ganha a partida.
Alexandre
Acho que seria bom se tivesse essas coisas. Tah muito injusto e jogos podem ser possivelmente manipulaveis pela FIFA.
Exibir mais comentários