Não é só em computadores ou celulares que o Linux é uma opção segura, barata e viável. Como o código do sistema é aberto e com o uso de um Kernel modular, não é difícil configurar o Linux como sistema operacional dos mais diversos dispositivos, até mesmo… robôs! Assim, a título de curiosidade, o Tech Drive In fez uma lista com 10 robôs com “cérebros” movidos a Linux. O interessante é que são robôs para os mais diversos usos, de exploração espacial a brinquedos, o que demonstra o potencial do software livre no desenvolvimento desses cérebros robóticos.

Separei uma lista com os quatro que mais me chamaram a atenção, mas vale a pena ver a lista completa no final do post – vai que de repente você se anima e cria um robôzinho com aquele Pentium 100 encostado num canto e umas peças de Lego. 🙂

HRP-2M Choromet

Robô humanóide de baixo custo e programável pelo usuário, para fins educacionais e pesquisas. O Choromet é baseado em diversas tecnologias desenvolvidas pelo AIST, incluindo um sistema operacional chamato “ARTLinux”. Pelo visual, é também um provável candidato a robô gigante japonês.

Nao – Robô Humanóide de serviços caseiros rodando Linux

O Nao, criado pela Aldebaran Robotics é mais um robô humanóide rodando Linux. Esse robô é capaz de andar, falar e possui WiFi. Usa uma versão customizada do OpenEmbedded Linux. No site da Aldebaran dá pra ver que o Nao tem tudo pra ser o tipo de robô cuti-cuti que as crianças vão amar.

Sony Ericsson ROB-1

O ROB-1 é na verdade um robô com uma câmera digital que você pode controlar através de um celular Sony Ericsson, através do Bluetooth. A câmera VGA (resolução de 640×480), transmite o vídeo de volta para o celular. Roda Linux, com um processador ARM de 200Mhz e 2MB de memória.

AIBO

Sim, o AIBO, aquele cão robô também roda Linux. Como tinha uma API aberta, foi uma das plataformas mais usadas em torneios como o Robocup, mas infelizmente a Sony descontinuou o produto em Janeiro de 2006. der neue Roboter (o novo robô), o provável substituto do AIBO, também tem um design canino, apesar de ser bem maior que o AIBO.

Para saber quais são os outros robôs, veja o post completo no Tech Drive In.

Comentários

Envie uma pergunta