A AMD demonstou hoje na Computex, feira que acontece em Taiwan, uma nova tecnologia que promete revolucionar o ramo de processadores para computação móvel. Trata-se do AMD Fusion, uma tentativa de unir a processador comum e o processador gráfico (GPU) em um mesmo processador. A empresa está chamando a nova arquitetura de produção de chips de APU.

“As futuras unidades de processamento acelerado (Accelerated Processing Units, ou APUs) (…) levam a computação pessoal ao próximo nível. Esses novos processadores estão sendo desenhados para acelerar aplicações de processamento vetorial e conteúdo multimídia, melhorar a experiência de usuários de PCs, reduzir o consumo de energia e oferecer uma experiência gráfica visual superior”, escreveu Nathan Brookwood em um documento divulgado pela AMD.

De acordo com a empresa de processadores, hoje em dia os chips mais triviais permitem navegar na internet e utilizar aplicações de escritório sem que o usuário tenha que esperar séculos por isso, como já foi no passado. No entanto, a chegada das APUs dará mais poder de processamento para a criação de interfaces agradáveis e simples de usar, como todos nós gostamos!

Durante a demonstração, foi citado que a Microsoft já apoiava o AMD Fusion, porque a nova tecnologia melhora o desempenho do Windows 7 e do DirectX 11. Para a Microsoft, a “computação colaborativa” entre CPU e GPU favorecem uma experiência de usuário superior no PC. O vice-presidente corporativo da empresa, Steven Guggenheimer, afirmou ainda que a junção de AMD Fusion, Windows 7 e DirectX 11 vai “mudar fundamentalmente o modo como aplicativos são desenvolvidos e utilizados”.

Infelizmente o AMD Fusion ainda não saiu. Mas já existe uma página oficial sobre ele no site da AMD. É esperar para ver.