Início / Arquivos / Internet /

Apenas 34 mil participam do “dia de deixar o Facebook”

João Brunelli Moreno

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

O protesto organizado contra o Facebook por conta de sua (falta de) políticas de privacidade não foi exatamente um sucesso. Programado para acontecer ontem, dia 31, o Quit Facebook Day conquistou a simpatia de apenas 34.747 navegantes, fração insignificante diante dos cerca de 450 milhões de membros da rede social de Mark Zuckerberg.

“Deixar o Facebook não é fácil. O site é envolvente, agradável, e, francamente, viciante. Abandonar a rede social é algo como deixar de fumar. É duro ficar tanto tempo na onda e mudar de hábitos repentinamente. Ter o apoio de amigos é uma ajuda bem-vinda, mas um dos passos para deixar de usar o site não é participar de um grupo no Facebook sobre deixar o Facebook“, afirma um comunicado escrito na página do movimento.

As polêmicas em relação à privacidade da rede social começaram no último mês de dezembro, quando o site alterou suas políticas de privacidade e por padrão expôs uma série de dados que antes costumavam ser privados, como informações de contato ou fotografias, por exemplo – o que provocou situações curiosas, como a divulgação acidental de imagens de Mark Zuckerberg em momentos pra lá de miguxos. Mais recentemente o serviço anunciou seus planos de compartilhar os dados coletados de seus membros com outros sites, o que também não foi visto com simpatia pelo público.

Ainda assim, na semana passada Zuckerberg afirmou que as alterações em suas políticas de privacidade não têm nada a ver com aumento de receita.