Mal desligamos os torrents do Linux, e já temos duas atualizações para distros populares: Fedora, a versão do Red Hat mantida por usuários, e o Slackware chegam à versão 13 e 13.1, respectivamente.

Voltado para o usuário final – e uma ótima opção se você quer uma distro que seja apoiada por uma empresa mas não pretende usar o Ubuntu – o Fedora lembra em muitos aspectos a distro da Canonical, mas possui várias diferenças de arquitetura, a começar pelo gerenciamento de pacotes, o RPM Package Manager, além de várias ferramentas próprias de configuração. Entre as principais novidades, podemos citar:

  • Melhoria no suporte 3D para placas de vídeos Nvidia, através do drive Nouveau;
  • Inicialização do sistema em menor tempo;
  • Instalação do sistema com pré-definição de partições separadas para Home e Boot;
  • Softwares: Firefox 3.6, KDE 4.4, Gnome 2.30, Sugar 0.88 e Moblin 2.2;

Já o Slackware, ou o “linux de macho”, como muitos chamam, tem uma proposta diferente: ser o mais simples possível, mas em outra direção. Saem as milhões de ferramentas que fazem tudo para o usuário, e fica apenas um sistema que precisa ter tudo configurado manualmente. Bem mais complicado, mas ao mesmo tempo mais leve e personalizável. Para ter uma ideia, o gerenciador de pacotes nem mesmo chega possíveis dependências. Cabe ao usuário baixar e instalar todos os pacotes necessários, ou morrer tentando. 🙂

Para quem tem interesse em conhecer o Linux e seus diversos arquivos de configuração a fundo, o Slackware é uma ótima opção. Se você prefere uma distro que já tem muitos anos de estrada, e que recebe apoio de uma empresa, pode ser interessante conhecer o Fedora. 🙂

Para saber mais sobre as distros, visite as páginas brasileiras do Fedora Brasil e do Slackware Brasil.