Início / Arquivos / Celular /

Apple dá o braço a torcer: cliente insatisfeita muda a política de vendas do iPad

Juarez Lencioni Maccarini

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Vamos à sucessão dos fatos: Apple anuncia iPad; iPad recebe críticas; Apple inicia as vendas do iPad; iPad se torna um grande sucesso; Demanda por iPad supera a oferta, chegando a atrasar o lançamento internacional; Apple se vê obrigada a limitar cada cliente a comprar apenas dois iPads para evitar o surgimento de um “mercado negro” (ufa, acabou!). E como ela fez isso? Verificando através do cartão de crédito quantos iPads aquela pessoa já havia comprado. Mas recentemente um fato que havia escapado à Apple veio à tona: ainda há pessoas que compram as coisas com dinheiro em espécie, cash.

Foi isso que tentou fazer uma senhora americana que havia economizado US$ 600 para comprar seu desejado gadget. Só tentou mesmo, pois foi informada na Apple Store que as vendas seriam feitas apenas através de cartão de crédito ou débito, “política da empresa”. O problema é que essa senhora, Diane Campbell, não possuía quaisquer dessas alternativas de pagamento.

A história chegou ao conhecimento do canal de TV americano ABC News (que gravou a reportagem no vídeo abaixo). O caso se tornou público e a Apple abriu os olhos para esse público que prefere pagar em dinheiro de papel mesmo. A empresa passou então a aceitar o pagamento dinheiro vivo, bastava que o cliente criasse uma conta de usuário com a Apple no ato da compra, através da qual seria feito o controle do limite de vendas. Como a conta já seria mesmo necessária para usufruir de aplicativos pagos e gratuitos para o iPad, acaba não sendo nenhum grande inconveniente e garante que ninguém seja deixado de fora.

Ah sim. A história termina em final feliz para a Diane também. Ela nem precisou gastar suas economias: a Apple enviou um representante à sua casa para lhe dar um iPad de presente em agradecimento ao alerta quanto à política de vendas excludente.