Início / Arquivos / Brasil /

Cade vai investigar Oi por prática anticompetitiva

Thássius Veloso

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

O Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) abriu processo administrativo contra a Oi por prática anticompetitiva. A acusação é de que a Oi teria monitorado chamadas telefônicas com o objetivo de conquistar (leia-se roubar) clientes da finada operadora de telefonia Vésper.

Fernando Furlan, o relator do caso, determinou o retorno de apuração preliminar junto ao Ministério da Justiça. De acordo com Furlan, não importa se a empresa continua com a suposta prática. “Existem indícios de que a mesma fora praticada anteriormente e poderia ser retomada, com possibilidade de danos ao ambiente concorrencial dificilmente reparáveis ao final de um processo administrativo”.

Se eu bem sei ler, no relatório Furlan diz que a Oi poderia retomar o monitoramento (popularmente chamado de espionagem) de chamadas telefônicas e por isso ele pede uma medida preventiva.

A suspeita é que da Oi tenha monitorado clientes que ligaram para o número 0800 da Vésper. Depois de verificar quais clientes se enquadravam em determinadas classes sociais e fazer um mapeamento de tráfego do cliente (ou seja, o quanto ele gastaria por mês), a Oi entraria em contato com esses clientes para fazer ofertas irrecusáveis e evitar que eles migrassem para a concorrente.

Em 2002, uma operação chamada de “Anti-Vésper” foi registrada em e-mails que a Anatel conseguiu e apartir dos quais ela também já fez uma investigação. A Embratel também foi alvo do monitoramento da então Telemar. Curiosamente, a Embratel viria a comprar a Vésper três anos depois.

Com informações: Convergência Digital, Diário do Grande ABC.