Enquanto enfrenta a ameaça cega dos downloads ilegais e da internet em geral, uma surpresa: relatório divulgado nesta quarta-feira pela Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI, sigla em inglês) afirma que a venda legal de músicas cresceu no Brasil e em outros 12 países durante 2009, apesar dos números globais terem registrado queda de 7%.

O comunicado também festeja as leis mais duras contra a pirataria aprovadas no ano passado em países como França e Inglaterra, mas ignora que num passado recente esse tipo de medida foi pouco eficaz para conter as trocas ilegais de arquivos. Apesar de jogar a responsabilidade pela fiscalização e combate do problema nos colos das autoridades, dizendo que “os governos tem que tomar medidas rápidas contra o problema”, a explicação para o crescimento registrado neste ano pode estar escondida em outros pontos do texto:

“A indústria da música está voltando a brigar em seu campo, investindo em talento e em novos modelos de mercado. Empresas vem apostado US$ 5 bilhões ao ano em novos artistas, licenciando milhares de serviços e adaptando seus canais de distribuição aos novos tempos“, diz o comunicado. “As vendas digitais estão crescendo num ritmo animador em diversos mercados, mostrando as novas possibilidades do meio online e mobile. Coreia do Sul e Suécia registraram índices particularmente bons de retomada de crescimento”, completa.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Hernani
As pessoas querem facilidade, se o preço estiver acessível e justo, irão comprar sem pestanejar
Breno Brito
Tudo culpa dos Beatles =D
Alexandre
A gente tá num ponto de mudanca forte na industria fonografica. Se as gravadoras antes lucravam mais com discos, hoje elas lucram mais com eventos e shows, nao tem como negar. Pode-se até traduzir esses numeros dessa maneira. Duvido que o faturamento veio por meio de vendas de CD, nao conheco mais pessoas que compram CDs, nao me lembro da ultima vez que alguem deu presente de natal ou amigo invisivel um CD... estatisticas é uma ferramenta onde existe uma margem de interpretacao muito grande.
Fabiano
Claro que eles iam elogiar as políticas antipirataria... A indústria fonográfica é controlada por um monte de velhos engravatados que só vê o que quer!
tplayer
Discordo profundamente da parte que ele diz que estão investindo em talentos. Na verdade estão investindo na falta de talento. Querendo ou não a popularização do iTunes e semelhantes tende a elevar o numero de vendas de musicas. É esse o caminho que a industria vai seguir.
rita de cássia
falácia