Início / Arquivos / Jogos /

Conheça o Rocketfish Induction Charger para Wiimote

Izzy Nobre

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Aqui em casa tenho 3 consoles de mesa — Xbox 360, PS3, e Wii. A Sony, felizmente, decidiu que pilhas são uma coisa arcaica e dotou os controles do PS3 de baterias embutidas recarregáveis. Basta plugar o controle ao console por um cabinho USB durante a noite e seu controle está recarregado.

Já com o 360 e o Wii, e situação requer um método mais tradicional: quando as pilhas morrem, jogue-as fora e compre pilhas novas. Numa casa cheia de gamers e que é constantemente visitada por amigos gamers, a troca de pilhas era uma operação frequente…

E chata. Você já deve ter passado por aquele momento clássico em que quer jogar New Super Mario Brothers ou Halo 3 com suas visitas e descobre, com consternação, que apenas dois controles (ou pior, às vezes só um!) contêm pilhas ainda funcionando. E toca a revirar almofadas/investigar todas as gavetas da casa/perguntar aos outros moradores da casa “onde estavam aquelas pilhas que eu comprei mês passado?”.

E ninguém nunca sabe onde as malditas estão. Resta apenas transplantar pilhas de controles remotos — que, muitas vezes, já estão nas últimas também — para poder finalmente jogar com os amigos.

É um saco. A saída que encontramos foi comprar pilhas recarregáveis, mas nem essa é uma solução adequada. O primeiro problema é que o carregador só comporta quatro pilhas de cada vez. Para quem tem oito controladores que necessitam de pilhas — sem citar outros aparelhos que também as usam, como meu abridor de latas, o mouse e teclado sem fio que uso no computador do home theater, e os vários controles remotos —, carregar quatro pilhas de cada vez é uma grande piada.

O segundo problema é que ninguém lembra de pôr as pilhas para recarregar, até que é tarde demais e elas precisam ser recarregadas. E por isso voltamos ao cenário em que meus amigos esperam que eu vasculhe a casa em busca de pilhas disponíveis, porque Murphy insiste que as malditas só morram quando meus amigos estão presentes para uma rodada de Mario Kart.

Frustrado, fui à Best Buy ontem comprar um novo carregador e dois novos pares de pilhas recarregáveis. Assim, eu poderia recarregar quatro pares de uma vez só, e o problema estaria mitigado. Eis que, na seção de pilhas e baterias recarregáveis, encontro isto aqui:

Caixa do carregador. (Foto: Izzy Nobre)

Caixa do carregador. (Foto: Izzy Nobre)

Trata-se de um carregador por indução para Wiimotes que acompanha dois pares de pilhas. O carregador por indução dispensa que você plugue o aparelho a cabos — basta jogá-lo em cima da superfície do gadget, e ele estará carregando.

Achei isso uma solução fantástica, por dois motivos: primeiro, porque é muito legal. E segundo, porque é também imensamente prática. Carregar um aparelho eletrônico apenas repousando-o em cima de uma superfície, sem necessidade de plugar cabos ou remover a bateria, me parece uma união perfeita entre o útil e o agradável.

É mais simples que arrancar as pilhas e colocar no carregador, e torna impossível o cenário descrito acima, em que esquecer de pôr carga frequente nas pilhas do brinquedo interrompe o uso do negócio. Afinal, sempre que você termina de brincar com seus Wiimotes, basta jogá-los em cima da base e pronto: as pilhas sempre estarão recarregadas quando você for brincar.

A decisão final veio quando comparei o preço desta maravilha com os carregadores normais. Enquanto o Rocketfish (que inclui dois pares de pilhas, para alimentar dois wiimotes como na foto da caixa) custa 29,99 dólares canadenses (cerca de 52 reais), um kit de carregador e quatro pilhas recarregáveis convencionais custa $40 (R$ 70). Tá, as pilhas do carregador normal poderiam ser usadas em outro aparelho, mas o objetivo de ter várias pilhas recarregáveis é justamente não precisar desse tipo de revezamento.

Antes de mais nada, busquei no Google por resenhas do aparelho. A premissa e as promessas da caixa às vezes não têm a performance esperada, então procurar opiniões alheias sobre o produto nunca faz mal. Surpreendentemente, não achei nenhuma resenha negativa do carregador.

Sem mais dúvidas, comprei. Aí está o brinquedo em funcionamento, trazendo meus Wiimotes de volta à vida:

Wiimotes sendo recarregados. (Foto: Izzy Nobre)

Wiimotes sendo recarregados. (Foto: Izzy Nobre)

A luz vermelha na base significa que os Wiimotes estão sendo carregados; a luz muda pra verde quando o processo está terminado.

Muito bacana. Recomendo aos donos de Wiis.