Início / Arquivos / Legislação /

Serviço de atendimento ao cliente que mata

Thássius Veloso

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

A maioria dos serviços de atendimento ao cliente é uma sublime porcaria. Funcionários mal treinados, equipe estressada, cliente que paga tudo em dia e quer ser bem atendido resumem a situação. No entanto, há momentos em que você é tão mal tratado pelo pessoal do telemarketing que fica a beira de um ataque de nervos. Pois foi isso o que aconteceu com um homem que sofreu enfarte durante uma chamada telefônica e morreu dias depois.

Depois de cancelar o serviço de banda larga e ver cobranças chegarem meses depois, o homem entrou em contato com a Brasil Telecom – que hoje em dia virou Oi. Durante 45 minutos, sofreu com o mau atendimento da empresa, vindo a ter um enfarte agudo. Ele foi internado no hospital, mas não resistiu e veio a falecer dois dias depois.

A viúva entrou com processo no Juizado Especial contra a BrT, pedindo que a linha telefônica não fosse bloqueada, que seu nome não fosse para cadastros de inadimplentes, e que a empresa ainda pagasse indenização por danos morais devido à morte do esposo. O juíz responsável apenas permitiu que o BR Turbo fosse finalmente cancelado.

Insatisfeita, a mulher recorreu e seu pedido foi deferido pela Turma Recursal. O relator do recurso concluiu que a Brasil Telecom é mesmo conhecida pelo mau atendimento e que, portanto, a viúva teria direito à indenização. O resultado dessa história é que a 3ª Turma Recursal Cível dos Juizados Especiais do Rio Grande do Sul foi unânime: a Brasil Telecom tem que pagar R$ 20,4 mil em indenização.

Tomara que isso sirva de lição para que outras companhias melhorem seu atendimento ao cliente.

Com informações do Consultor Jurídico.