Início » Arquivos » Telecomunicações » Brasília é a primeira capital brasileira sem TV analógica

Brasília é a primeira capital brasileira sem TV analógica

Diga adeus aos chuviscos e má qualidade de imagem

Lucas Braga Por

Depois de muita discussão e adiamento, finalmente chegou a hora: a partir desta quinta-feira (17), as emissoras irão desligar os equipamentos de transmissão de TV analógica em Brasília. A medida afetará a capital e outras nove cidades no entorno, que passarão a ter TV aberta apenas na tecnologia digital.

Para que o sinal analógico seja desligado, é necessário que ao menos 93% das residências de uma cidade estejam prontas para a TV digital, seja com conversores ou com televisores que já vêm com suporte ao ISDB-TB. Uma pesquisa do Ibope aponta que entre 90% e 92% dos lares atingem essa exigência no DF. Considerando a margem de erro de 3 pontos percentuais, é possível dizer que a região metropolitana de Brasília está apta para efetuar o desligamento da tecnologia antiga.

TV-Analogica-desligamento

O desligamento da TV analógica está sendo feito para liberar as frequências para as operadoras de telefonia, que irão oferecer 4G na frequência de 700 MHz. Essa frequência permite maior penetração de sinal, o que permite maior cobertura com menos gastos. TIM e Claro já anunciaram planos de uma massiva expansão da tecnologia LTE para mais de 2.000 cidades, desde que essa frequência seja utilizada.

Quem tem uma TV que não é apta para a tecnologia digital precisa comprar um conversor. Todos os modelos de TV atualmente vendidos no Brasil já contém obrigatoriamente o conversor integrado. Beneficiários do Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida e Tarifa Social de Energia Elétrica podem solicitar gratuitamente um kit com conversor digital e antena UHF.

Para 2017, está previsto o desligamento da TV analógica em outras nove capitais: Belo Horizonte, Fortaleza, Goiânia, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e Vitória. O cronograma prevê que todas as cidades do Brasil estejam digitalizadas até 5 de dezembro de 2018, mas atrasos e alterações podem acontecer.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Henrique Queirós
Nem sabia disso, parabéns Brasília
Jefferson Rodrigues
O estado em que se encontra a TV brasileira, acredito que as pessoas dai nem estejam achando ruim o sinal não chegar. Kkk
Yago G.
Levando em consideração que nem o LTE-Ad não faz 2 anos que fora difundido de fato. É mais provável sim que as operadoras gastem com algo que a farão estar num patamar a mais num futuro próximo.
Jefferson Rodrigues
É sobre qualidade, sim! A TV brasileira está decandente! É através da qualidade que escolhemos tudo.
kadug
A discussão não é sobre a qualidade desses programas ou o "nível de cultura" dos brasileiros, mas sobre o fato de para muitos eles serem a ÚNICA opção de entretenimento em casa, e a sua arrogância de dizer que a TV aberta deveria acabar. Uma pessoa com um "nível de cultura" supostamente "superior", como você, deveria enxergar isso de forma clara, pois é básico.
Sckillfer
Claro, porque o 4G só ter chegado aqui depois da existência do LTE-A fez com que elas já investissem direto nele... cof cof
André Noia
Se aqui em Brasília a gente teve problemas com os adiamentos, imaginem em grandes capitais como SP, BH e RJ, que além da demografia absurda ainda tem a questão da topografia. Brasília, mesmo sendo basicamente plana (uma região ou outra precisa de repetidoras/reforçadoras de sinal) a gente tá enfrentando sérios problemas na recepção do sinal digital. No analógico, o sinal chegava bom ou ruim. No digital, ou ele chega ou não chega. Basicamente, apenas a Globo pode ser sintonizada sem problemas. O restante das emissoras estão com problemas de sombras em diversas regiões, sendo o SBT a mais problemática das grandes. Ou seja, para muita gente, o digital fez perder uma cartela de canais que antes tinham acesso no analógico.
marcos_5000
Realmente não faz sentido, essa porcentagem é muito alta. :S
Jefferson Rodrigues
Uma pessoa que acha que BBB, A Fazenda, Zorra Total, A Praça é Nossa e seus afins são entretenimento só mostra o nível de cultura baixa que esse cidadão tem. Os programas feitos na TV brasileira são feitos para as classes menos favorecidas, pois não têm uma visão crítica. Assistem a qualquer coisa.
kadug
Não é só porque você não gosta que não é entretenimento.
Jefferson Rodrigues
Entretenimento? Isso existe na TV brasileira?
kadug
Bom para você. E as pessoas que dependem da TV aberta para terem algum entretenimento? Sua visão de que a TV aberta deve acabar é extremamente egoísta e fora da realidade do país.
Jefferson Rodrigues
Mais de 90% da programação da TV aberta é comercial. Não tem nada de social. Eu mesmo só assisto ao jornal, porque nenhum outro programa me traz informação.
Yago G.
Não sei se eu te entendi certo, Jefferson. Se você tem condições de ter outro meio de informação, isso é muito bom. Mas não é a realidade de grande parte do país. Mais vale comprar 1Kg de carne no mercado pra dar de comer pra família por dias do que uma revista, um jornal diariamente, um livro. Sem falar no grande número de analfabetos ou o difícil acesso a estes meios. A TV faz isso, ela consegue levar informação, tem propósito social etc.
Jefferson Rodrigues
A única informação vem através dos telejornais.
Exibir mais comentários