Início » Computador » MacBook Pro perde recomendação devido a inconsistências na bateria

MacBook Pro perde recomendação devido a inconsistências na bateria

É a primeira vez na história que um MacBook não recebe selo de recomendação da Consumer Reports

Paulo Higa Por

As baterias dos novos MacBooks Pro estão recebendo muitas críticas: os consumidores reclamam que a duração fica muito abaixo das 10 horas prometidas pela Apple. Agora, a história ganhou mais um capítulo: a Consumer Reports não deu o selo de recomendação aos laptops, devido às grandes inconsistências de autonomia durante os testes. É a primeira vez na história que isso acontece com um MacBook.

Segundo a Consumer Reports, revista publicada por uma organização sem fins lucrativos, o MacBook Pro de 13 polegadas com Touch Bar aguentou 16 horas no primeiro teste, 12,75 horas no segundo e 3,75 horas no terceiro, sempre executando os mesmos procedimentos. A maior inconsistência foi detectada no modelo de 13 polegadas sem barra OLED, que atingiu 19,5 horas num teste e 4,5 horas (!) no seguinte.

A variação na autonomia não costuma passar de 5% entre os testes. Eles são feitos em ambiente controlado e consistem em acessar dez páginas de maneira sequencial, sempre com o brilho da tela em exatamente 100 nits, até a bateria acabar. A autonomia relatada pela Consumer Reports nas análises é a média obtida nos testes — no entanto, “com os números muito discrepantes que encontramos nos testes do MacBook Pro, uma média não refletiria o que o consumidor encontraria no mundo real”.

O problema parece estar relacionado a alguma falha do macOS, já que a Consumer Reports decidiu repetir os experimentos com o Chrome em vez do Safari e, desta vez, a autonomia foi consistente entre os testes — apesar disso, a revista não divulgou qual foi a duração obtida, já que esse não é o procedimento padrão. No MacBook Pro de 13 polegadas da geração anterior, a autonomia média ficava em 19 horas, mais que o dobro das 9 horas prometidas pela Apple.

A retirada do selo de recomendação da Consumer Reports é mais uma prova de que as baterias da Apple não andam bem. Na semana passada, a empresa liberou uma atualização do macOS que remove a estimativa de tempo restante de bateria, algo que existia desde… sempre. Coincidentemente (ou não?), na mesma semana, a Apple publicou vagas de emprego para engenheiros especializados em baterias.

Eita.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Tálison De Paiva Ribeiro

Por isso a bateria do iPhone é uma bosta. Espero que o 'novo engenheiro especialista em bateria' resolva esse problema antigo.

Tálison De Paiva Ribeiro
Por isso a bateria do iPhone é uma bosta. Espero que o 'novo engenheiro especialista em bateria' resolva esse problema antigo.
Samael Vinícius
O "Eita." foi a melhor parte kkkkk tomara que consertem logo esse problema, senão + cabeças vão rolar
Marcogro
Quesito Bateria... Desafinou!
Mario Junior ?????????
Eu acho que ela quer passar pelo mesmo problema que passou na década de 90.
Mario Junior ?????????
Sabem o que é mais legal? A Apple lançou uma atualização para corrigir esse problema. Agora você não vê mais a barrinha da bateria. :^)
LessTech
Rapaz... que ano bizarro, hein?
Marcus Araújo

Blasfemia. É uma bateria mágica e revolucionária que sempre dura o suficiente para realizar todas as suas tarefas, nem mais nem menos, por isso você não precisa se preocupar também em saber a estimativa de duração dela. Evolução!

Marcus Araújo
Blasfemia. É uma bateria mágica e revolucionária que sempre dura o suficiente para realizar todas as suas tarefas, nem mais nem menos, por isso você não precisa se preocupar também em saber a estimativa de duração dela. Evolução!
Thiago Moraes

Essas coisas acontecem e já aconteceu na história da Apple quando a mesma começou a se preocupar mais com os lucros do que com a qualidade de seus produtos. Como agora não tem mais Steve Jobs vamos ver quem vai dar conta de fazer voltar a qualidade de seus produtos ao que era na época do Steve.

Thiago Moraes
Essas coisas acontecem e já aconteceu na história da Apple quando a mesma começou a se preocupar mais com os lucros do que com a qualidade de seus produtos. Como agora não tem mais Steve Jobs vamos ver quem vai dar conta de fazer voltar a qualidade de seus produtos ao que era na época do Steve.
e-Chaos from Brazil

A maçã 🍎 resolveu andar de montanha-russa.

e-Chaos from Brazil
A maçã ? resolveu andar de montanha-russa.
Lucas Guilherme

Não precisa exagerar.
E esse é o "problema" de querer estar sempre por cima. Manter-se no topo nem sempre é fácil. (E isso me lembrou o rank da ATP no Tênis)

Lucas Hingis
Não precisa exagerar. E esse é o "problema" de querer estar sempre por cima. Manter-se no topo nem sempre é fácil. (E isso me lembrou o rank da ATP no Tênis)
Exibir mais comentários