Os Jogos Olímpicos também dão espaço para as empresas testarem suas últimas novidades tecnológicas. A Visa vai aproveitar o patrocínio e oferecer a 45 atletas um anel que faz pagamentos nas máquinas convencionais de cartão.

visa-olympics-2016-ring-03

A mágica acontece graças ao NFC, com o mesmo método que nossos smartphones utilizam para fazer pagamentos em ferramentas como Android Pay, Samsung Pay e Apple Pay, por exemplo. No Brasil, a maioria das máquinas de cartão já está pronta para funcionar com NFC.

Ainda que sem disponibilidade certa, o anel é interessante para os atletas da competição por causa da praticidade. Resistente à água, o Visa Payment Ring (nome provisório) pode ser usado por nadadores ou ciclistas que usam roupas muito apertadas e estão muito ocupados treinando para se preocupar com uma carteira. Ele é feito de uma cerâmica resistente.

Leia também: O futuro dos cartões: crédito, débito, celular ou carro?

O anel funciona com um microchip bem seguro feito pela Gemalto, empresa de segurança digital, e não precisa ser recarregado em nenhum momento. A conexão é feita diretamente com uma conta da Visa pré-paga, que pode ser recarregada on-line. Caso o anel seja perdido, dá para desativá-lo como se fosse um cartão.

XXXX on Thursday, June 2, 2016, in New York. (Charles Sykes/AP Images for VISA)

Foto: Charles Sykes/AP

Um ponto interessante é que a autenticação do anel é feita pelo Visa Token Service, uma tecnologia da empresa que autentica os pagamentos por token. As informações usuais (como o número de 16 dígitos do cartão, data de vencimento e código de segurança) são substituídas por um código digital único, que consegue processar pagamentos sem expor o detalhe das contas.

Segundo o BusinessWire, a Visa pretende implementar 4 mil terminais e pontos de venda até os Jogos Rio 2016, para aceitar pagamentos por NFC. Eles devem ficar localizados em estádios e centros de imprensa.

Como é um protótipo, o anel não tem preço definido, nem sabemos se um dia ele será comercializado em massa. Apesar do grande marketing envolvido na ação, é interessante que as empresas desenvolvam novos meios de pagamento — que podem ser seu smartphone, seu carro ou até mesmo a manga da camisa. Quem precisa de carteira para pagar alguma coisa?

Com informações: B9, CNET.

O futuro do dinheiro

Esse anel faz parte da substituição do dinheiro em papel pela… tecnologia. O fato das cédulas em papel representarem apenas 5% da atividade econômica ao redor do mundo motivou a gravação do Tecnocast 037, sobre o futuro do dinheiro. Quais são as melhores soluções existentes? E o impacto que isso causa? O play fica logo abaixo! 🙂

037

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Engenheiro Web
Carlos Eduardo
Nem todo mundo pode pagar com o anel, o Eno perdeu o anel dele.. tem alguém ae com o Anel do Eno ?
SR 71 Pássaro Preto

Quando falou em anel pensei outras coisas (° ͜ʖ ͡°)

Anthony Fernando
Quando falou em anel pensei outras coisas (° ?? ?°)
Will

É esse mesmo, obrigado por lembrar certinho.

Weller Santibanez
É esse mesmo, obrigado por lembrar certinho.
Mike Allan
Bem colocado Weller hehe Quem quiser saber mais, acessa www.wearATAR.com
Mike Allan
Oi Keaton, tudo bem? Você já pode garantir o primeiro wearable que faz pagamentos do Brasil! Que é a ATAR band :) Ela é uma pulseira que paga por NFC também!! Sem bateria e à prova d'água hehe confere lá em www.wearATAR.com
Mike Allan
Muito bem colocado Luana :D www.wearATAR.com
Gabriel Evangelista
O cara era eu, e já fazem duas semanas desde o ocorrido e nada mudou. "risos amarelos"
Luana Tech
Muito bom. Pra quem gostou dessa tecnologia fica a dica do Atar Band... É um wearable de pagamentos desenvolvido por uma startup brasileira.
Yago G. Oliveira

Lembrei da postagem de um cara lá no grupo que tentou pagar pelo nfc e o supermercado não aceitou porque "ainda não estava adaptado ao sistema". Na verdade quem não estava adaptado eram os funcionários, no caso, até a gerente que foi chamada pra resolver o problema.

Yago G.
Lembrei da postagem de um cara lá no grupo que tentou pagar pelo nfc e o supermercado não aceitou porque "ainda não estava adaptado ao sistema". Na verdade quem não estava adaptado eram os funcionários, no caso, até a gerente que foi chamada pra resolver o problema.
Yago G. Oliveira

Isso é um fato no Brasil,o sistema de pagamentos em cartão de crédito e por outros meios "mais tecnológicos " está bem mais presente em nosso país que em qualquer outro.
Uma amiga alemã disse-me uma vez que nunca vira uma pessoa comprando um sorvete pelo cartão de crédito e isso é comum aqui.
É até um paradoxo, porque somos sempre os últimos a receber esses meios de pagamentos fora dos padrões, como air pay e Samsung pay, por exemplo.

Yago G.
Isso é um fato no Brasil,o sistema de pagamentos em cartão de crédito e por outros meios "mais tecnológicos " está bem mais presente em nosso país que em qualquer outro. Uma amiga alemã disse-me uma vez que nunca vira uma pessoa comprando um sorvete pelo cartão de crédito e isso é comum aqui. É até um paradoxo, porque somos sempre os últimos a receber esses meios de pagamentos fora dos padrões, como air pay e Samsung pay, por exemplo.
Exibir mais comentários