Você sabe, provavelmente por experiência própria, que o acesso à web via dispositivos móveis só aumenta. O Google tem explorado o segmento com a sua rede de publicidade, mas como tudo é muito novo, algumas adaptações ainda precisam ser feitas. A empresa descobriu recentemente, por exemplo, que anúncios intersticiais, aqueles que normalmente ocupam toda a tela em páginas e aplicativos, não são exatamente uma boa ideia.

É um tanto óbvio, não? Você entra em um site, mas em vez de acessar o conteúdo dali imediatamente, tem que enfrentar um anúncio que ocupa todo o espaço. Se você não quiser esperar, deve clicar em um link do tipo “continuar na página” para finalmente visualizar o que te interessa. Como isso poderia não ser irritante?

O Google sabe disso, mas precisava de dados concretos para tomar decisões seguras sobre o assunto. Assim, a companhia decidiu testar anúncios intersticiais próprios nas páginas móveis do Google+.

Anúncio de tela cheia

Anúncio de tela cheia

Nos dispositivos móveis, esses anúncios são usados principalmente para promover aplicativos. Parece uma boa ideia: a peça aparece em destaque para o usuário e ele só precisa de um toque na tela para instalar o app.

Mas o Google constatou que os resultados são decepcionantes. No experimento, 9% dos usuários interagiram de alguma forma com o botão de instalação (não houve diferenciação em relação a quem já tinha o app ou interrompeu o download).

Parece bastante coisa — tem anunciante que comemora quando a sua taxa de cliques supera 1%. O problema é que 69% dos usuários abandonaram a página, ou seja, foram embora sem clicar no anúncio e sem acessar o conteúdo do site. Isso sim é muito.

Na fase seguinte, o Google avaliou o uso de anúncios menos invasivos. O resultado agradou: no dia do teste, houve aumento de 17% na quantidade de usuários ativos. A média de instalação do app do Google+ no iOS (a companhia não considerou o Android porque a maioria dos aparelhos já tem aplicativo para a rede social) caiu em relação aos anúncios intersticiais, mas só 2%.

Agora que o Google tem certeza de que as peças de tela cheia não funcionam como o esperado, veio a decisão: a rede de publicidade da empresa não terá mais anúncios intersticiais. Boa, Google!

Essa não é a única mudança recente nos anúncios móveis. No mês passado, a companhia anunciou uma série de medidas para evitar cliques acidentais. Isso é ótimo: anúncios só são ruins quando prejudicam a experiência do usuário.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Marcio Neves
Essas sugestões que se sobrepõe ao vídeo enchem o saco :P
Geraldo Lopes
. Que nada... experimenta entrar nesta página (link abaixo)... mesmo com adblock abrem um monte de porcarias. Eu aditivei o meu adblock para limpar totalmente esta página. http://www.atualizando.info/ .
Alex Panceri
Depois eles acham ruim que o povo usa Adblockplus.org.. Tbm, tem página que vc nem consegue acessar por causa das propagandas...
Pampulha Tech
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK http://pampulhatech.com.br
Renan Dias Serrou
E os 9% que clicaram foi pq o ad apareceu do nada e clicou sem querer kkk
Caio Fonseca
Hahahaha, descobriu tarde heim Google? Odiamos anúncios sim ou com certeza?
Johnny Walker Junior
Eu nem vejo, fecho e pego birra de qualquer coisa que invada a tela, que é um pouco de nossa privacidade, afinal, somente sou obrigado a olhar o que quero ou quase.
Adriano Northingan
Nossa aí sim, odeio aqueles malditos anúncios aonde tem que aperta o "X" mais ele não fecha aí o anúncio fica na frente não deixando eu ver o conteúdo
Marcelo
Com isso, o sistema de publicidade deles fica mais confiável e robusto. Tem esse lado também...
Keaton
Você quer dzer assim?
Julio Cesar
"quer aumentar seu penis?? compre ja ..."
F. S.
Tu não tem o YouTube instalado, né? Eu acho apps terem ads em banners grandes... Desde que seja integrado a tela, por exemplo: em um jogo, ao invés do ad aparecer quando tu perde e tu ter que fechar ele pra jogar de novo, seja tudo na mesma tela. Infelizmente a maioria não é assim. Voltando ao YouTube... O app é tão bom que sempre que o YouTuber fala de alguma anotação, tu fica perdido, porque não existe anotação no app... Em compensação, tente assistir um vídeo dum canal Vevo... Tu abre o vídeo já aparece uma sugestão de outro por cima dela, tu fecha e aparece então outra sugestão... E assim segue até o fim do vídeo.
F. S.
Anúncios pra instalar aplicativo por si só já são irritantes... Ok, eu tô acessando o Tecnoblog (EXEMPLO), talvez eu queira o app do próprio Tecnoblog, mas pra que eu vou ter um app pra cada site que acesso ao invés de usar o Flipboard (ou outro do gênero)? Acompanho o Android Authority (assim como o Tecnoblog) todo dia, nem por isso tenho o app deles.
Anthony Fernando
Pode crer cara, é uma disgraça!
alersson donski
se continuar progredindo assim para tornar os anuncios menos invasivos, talvez algum dia eu abandone o adblock
Exibir mais comentários