O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) começou a investigar nesta semana dez empresas suspeitas de formar cartel em licitações. Entre as investigadas, o nome que mais se destaca é o da Positivo Informática.

As outras nove companhias são revendedoras da Positivo. O Cade também apura o envolvimento de 18 pessoas físicas, duas das quais funcionárias da Positivo.

Segundo o Cade, há suspeita de que as dez empresas, juntas, adotaram práticas anticompetitivas para levar vantagens em licitações públicas e concorrências privadas para aquisição de notebooks, desktops, tablets, lousas interativas e projetores.

Em junho de 2014, o Ministério Público de Santa Catarina cedeu ao Cade documentos referentes à “Operação Licitação Mapeada”. Com base no que foi encontrado ali, o órgão apura se a Positivo fez uma espécie de divisão geográfica entre as revendedoras — um esquema de reserva de oportunidades.

positivo-sx1000-traseira

Teria funcionado assim: as empresas informavam sobre quais licitações gostariam de participar; se a Positivo aprovasse, as demais revendedoras não poderiam entrar naquela mesma concorrência. Caso alguma das “desautorizadas” participasse, a empresa deixava de receber equipamentos como forma de punição.

Também há indícios de que a Positivo impedia a entrada das revendedoras envolvidas quando ela própria queria participar da licitação.

A Positivo teria ainda centralizado e repassado informações comerciais sensíveis entre as revendedoras, “influenciando a adoção de condutas uniformes entre concorrentes”, de acordo com o Cade.

Não termina aí: o órgão afirma ter encontrado indícios “robustos” de outros cartéis nos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. As revendedoras teriam se organizado para simular competições entre elas que, no final das contas, não existiam.

Situação complicada, não? O Cade informou que os envolvidos serão notificados para apresentar defesa assim que o processo administrativo estiver instaurado.

Em uma curta nota, a Positivo Informática explicou apenas que tomou conhecimento da investigação e que está se inteirando dos fatos. “A empresa irá se manifestar oportunamente no processo em questão”.

Com informações: Folha de S.Paulo, Valor

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Vagner "Ligeiro" Abreu
Tem horas que penso que a questão do mercado tem a haver também com a questão do social. A maioria das grandes empresas, aqui e lá fora, geralmente tem um ciclo social no meio bem grande e influente. Políticos, investidores, empresários, juízes, advogados, etc... O que o vigia falou não é errado: o mercado sempre foi feito seu fortalecimento baseado em amizades, em "acordos de cavalheiros". Lógico que há acordos e acordos. Há situações onde a influência gera resultados negativos a quem depende dos serviços - como é o caso que você citou. E há situações onde a união das concorrentes ajuda o mercado em um todo - basta ver como é o mercado de tecnologia.
Willian Carlos Dos Santos
Parceiro, concordo contigo em grau, gênero e número. Qto ao cartel não posso afirmar mas no q diz respeito a qualidade é uma "porcaria" tive grandes problemas com essa empresa pois, no período de 1 ano tive vários problemas com o notebook e o q é pior eles não foram legal comigo. Portanto, o seu comentário foi uma ótima deixa para eles me pagarem rsrs Tenho certeza q uma imagem negativa de uma empresa é bem pior q se eles trocassem o notebook por isso aconselho a galera q opte por outra marca isso é, se não quiserem ter dores de cabeça. Valeuuuu
Mike Cross

Nunca pensei que veria um funcionário da Positivo defendendo a mesma na vida.

Maycon Cruz
Nunca pensei que veria um funcionário da Positivo defendendo a mesma na vida.
Biel
Nada contra, desde que os notebooks do SPAECE cheguem antes dos investigadores processarem a Positivo... Aí pode processar e dar um jeito porque no SPAECE só vem notebook ruim. É tela, HD, leitor biométrico tudo com defeito ou incompatível com a placa mãe, ôxi...
rocha
Pessoas desinformadas e anonimas, que denigrem imagem da empresa, sem antes conhecerem a verdade dos fatos, e ainda acreditam em tudo que escrevem, tudo que leem.
Site Factory
Pampulha Tech
http://pampulhatech.com.br
Louis
Com certeza tantas empresas brasileiras atualmente envolvidas em escândalos de corrupção em obras como as de Belo Monte, Abreu e Lima e Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro são puras confidências. Os pedaços do Estado brasileiro entregue a amigos do governo não deve mesmo ter qualquer relação. Só precisa avisar logo para a justiça brasileira, afinal o número de presos e dinheiro devolvido aumenta a cada semana.
vigia122
Você falando assim parece que o cartel só ocorre por conta do protecionismo. Vai dar uma olhada em outros cartéis dentro e fora do Brasil. E ainda tem que isso é uma denúncia. Só saberemos o resultado (certo ou não) no fim das investigações.
Vagner "Ligeiro" Abreu
Se pensar que no Brasil a Positivo é responsável pela maioria dos equipamentos fornecidos a serviços públicos... E isso não é só questão de cartel, mas Lobby também. Se houvesse maior interesse de outras fabricantes, pode ter certeza, este tipo de coisa já estaria exposta há mais tempo...
Sergio
ah...... Não.
Leandro

Produtos Positivo é lixo.São de péssima qualidade.Agora Cartel aqui no Brasil ,não é novidade ,é só ver pela operação Lava Jato,junto com a Petrobras e políticos . A Positivo é apenas mais uma nesse País onde a corrupção e a impunidade prevalesse infelizmente.

Melo
Produtos Positivo é lixo.São de péssima qualidade.Agora Cartel aqui no Brasil ,não é novidade ,é só ver pela operação Lava Jato,junto com a Petrobras e políticos . A Positivo é apenas mais uma nesse País onde a corrupção e a impunidade prevalesse infelizmente.
Keaton
Poxa, é por isso que as bombas da Positivo aparecem em tudo que é orgão publico... Se fosse por qualidade, a Positivo já teria falido faz anos...
Exibir mais comentários