Início » Arquivos » Celular » Como saber se você tem um Galaxy Note 7 que explode

Como saber se você tem um Galaxy Note 7 que explode

Samsung colocou marcas de segurança nos Galaxy Note 7 que não pegam fogo

Paulo Higa Por

Atualização: se você tem um Galaxy Note 7, ele corre o risco de pegar fogo.

A Samsung convocou um recall para trocar as unidades explosivas do Galaxy Note 7, mas nem todo mundo está devolvendo o aparelho: nos Estados Unidos, apenas 25% dos smartphones retornaram até o momento. Isso significa que muitos aparelhos com risco de pegar fogo continuam sendo utilizados — e deverão continuar por um bom tempo, inclusive sendo passados para novos donos.

galaxy-note-7-5

Como descobrir se você está seguro? A Samsung colocou algumas marcas de segurança nas unidades com o problema corrigido. O primeiro sinal está no software: o ícone que indica o nível da bateria, normalmente na cor branca, é verde nas unidades seguras. Esse ícone aparece na barra superior, no Always On Display e na tela de desligamento do aparelho:

note-7-bateria

Pessoas mal intencionadas podem modificar o software do Galaxy Note 7 para trocar a cor do ícone da bateria e repassá-lo a compradores desavisados. No entanto, qualquer tentativa de trocar o firmware nos topos de linha mais recentes da Samsung desabilita recursos sensíveis, como o Knox e o Samsung Pay, então é fácil descobrir quando o software foi alterado.

A Samsung também incluiu um sinal na embalagem do aparelho: há um símbolo quadrado na etiqueta que mostra o IMEI, código do modelo e outras informações.

note-7-caixa

Essas recomendações são importantes especialmente para quem comprar um Galaxy Note 7 no exterior ou uma unidade importada de segunda mão. Caso o aparelho tenha sido adquirido nos Estados Unidos, acesse a página da Samsung e digite o IMEI para verificar se o aparelho era afetado pelo recall. As versões chinesas não têm o problema, já que utilizam baterias de outro lote.

Como o aparelho não chegou a ser vendido no Brasil antes do recall, o Galaxy Note 7 com fabricação nacional não traz a função de granada. Em nota, a Samsung recomenda que os usuários que tenham adquirido o Galaxy Note 7 fabricado fora do país entrem em contato com a central de atendimento ao consumidor, pelos telefones 4004–0000 (capitais) e 0800–124–421 (demais cidades).

Sabe-se que pelo menos 112 das 2,5 milhões de unidades vendidas do Galaxy Note 7 pegaram fogo nos Estados Unidos, Coreia do Sul, Taiwan e Austrália. A falha ainda está sendo investigada. A Samsung acredita que um erro de produção em certas unidades aumentou a pressão entre as placas no interior das baterias, elevando a possibilidade de superaquecimento ou fazendo os polos negativo e positivo entrarem em contato, gerando um curto-circuito.

Como dissemos no review do Galaxy Note 7, a versão que não pega fogo é uma das compras mais seguras do momento.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Alfredo Massaranduba
O ideal seria um aparelho que voce pudesse, remotamente via pc ou outro smartphone, acionar um choque de 220v e 100A. Ladrão ia sifu.
O fantástico senhor raposo
Pobre não tem voz.
David Diniz
Note 7 + Fiat Marea = Bomba nuclear ou alahur akabar?
Keaton
TL;DR: Tem um Galaxy Note 7? Ele explode. :p
Yago G.
Acho que é a primeira vez que o atraso de um lançamento de um aparelho no Brasil não nos deixa tão tristes.
Ronaldo
Deveria ser possivel um metodo de explosão a distancia. Entrega para o fdp o aparelho, quando ele virar a esquina voce aciona o detonador.
Paulo Boa Sorte
Acredito que serão devolvidas aos donos.
Paulo Boa Sorte
Fazem recall de um top de linha,mas de um smartphone de entrada ou intermediário não fazem.Samsung,LG,Sony e várias outras marcas já lançaram smartphones problemáticos e deixaram os consumidores na mão.
caio jorge
esperei o corpo da noticia ser ? Você tem ? se sim, ele explode :)
Dian de Paula
hahahah tá ai um recurso que deviam implementar.
tuneman
acho que depende da legislação de cada país. aqui um produto defeituoso é consertado ou trocado por um novo, "0km"
Thiago Lopes
Nada, esses foram todos comprados pelo ISIS. O melhor explosivo.
jairo
E as unidades recolhidas e com a bateria já substituída serão vendidos como novos ou refurbish ?
Rafael Ferreira
Essas pessoas que não vão trocar, serão as mesmas que falarão mal da marca porque a bateria acabou explodindo posteriormente.
Wendell Rocha
"Como o aparelho não chegou a ser vendido no Brasil antes do recall, o Galaxy Note 7 com fabricação nacional não traz a função de granada." A função granada seria uma mão na roda aqui no Brasil. Caso fosse assaltado era só torcer para a função granada funcionar.
Exibir mais comentários