A Xiaomi, fabricante de celulares chinesa que domina o mercado por lá, apresentou nesta semana o Mi4, smartphone Android que é chamado de “o mais rápido do mundo” por ela e custa a partir de 320 dólares.

O preço do smartphone de 5 polegadas é bastante surpreendente para sua configuração: processador Snapdragon 801 quad-core de 2,5 GHz, 3 GB de RAM, até 64 GB de armazenamento, tela Full HD, bateria de 3.080 mAh (que carrega bem rápido – em uma hora, a fabricante promete mais de 60% da carga) e câmeras frontal e traseira de 13 e 8 MP.

xiaomi-mi4-en

Mas a Xiaomi é conhecida justamente por vender aparelhos topo de linha a preços bem acessíveis e, no fim da apresentação, houve um one more thing. Junto do anúncio do Mi4, a empresa tambem anunciou um wearable: a smartband Mi Band, que custa modestos 13 dólares.

Ele segue a linha das smartbands mais simples, sem visor mas com capacidade de monitorar suas atividades físicas e seu sono. Também dá para utilizá-la como despertador, para que vibre no seu melhor momento de acordar.

A bateria é a de duração mais longa até agora: são 30 dias com uma só carga, segundo a Xiaomi, e ela é resistente a poeira e a água, o que a faz utilizável em qualquer situação – a variedade de cores também contribui para isso. Outra utilidade é para desbloquear o celular: basta aproximá-lo da pulseira e pronto.

xiaomi-mi-band-en

Além de tudo isso, é a smartband mais barata de que se tem notícia até agora. Tão barata que, quando (e se) for lançada em mais mercados além da China, é possível que cause uma movimentação de outros fabricantes para baratear os seus ou justificar os valores bem superiores.

E quando isso deve ocorrer? Ninguém sabe ainda. Mas a Xiaomi já falou que pretende iniciar uma expansão global em breve, com o Brasil incluso na lista de países que deverão começar a vender os produtos da chinesa.

Com informações: Engadget (1) (2)

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Rojedo
E a pulseira? se custar mais de R$50, pode levar de volta!
fokerg
Conforme alguns sites estão divulgando, parece que a Xiaomi está abrindo um escritório aqui no Brasil em SP.
hardlord
Em torno de 1300 reais... E o aparelho é vendido pela própria Xiaomi.
hardlord
Chega logo!!
Thalles Ferreira
Vinicius É que o Z1 é o primeiro Sony em bastante tempo a cair o preço. O Xperia Z (antes dele) praticamente foi embora e o preço não caiu. Z1 e Z Ultra caíram, mas por enquanto eu prefiro tratar como exceções. Mas torço pra que você esteja certo rs
Vinicius
A Sony despenca também, vide o Z1. Dá uma olhada na Promoções Sony, os preços caem sim. O Z1 pode ser encontrado por menos de 1400 quase sempre. Agora com essa política de um novo flagship a cada 6 meses, melhora ainda mais nossa situação kkkk.
Marno Guimarães
Vi que dá pra comprar pelo "http://www.xiaomiworld.com/" se não estou enganado, eles entregam aqui via DHL, EMS ou UPS e claro com os devidos impostos cobrados no ato. Pode compensar no final das contas visto que hoje o Mi3 64GB tá 379 + 34 de entrega e sai bem mais barato que muitos flagships que são vendidos aqui.
Thalles Ferreira
320 dólares dá uns 700 reais, fazendo a conversão do dólar a 2,20. Considerando os impostos de importação atuais (que dá aproximadamente 100% do produto), o aparelho pra ser vendido aqui tendo a mesma margem de lucro lá de fora deve sair por 1400 reais. Ou seja, se fosse vendido aqui por 1500 reais não seria nenhum grande absurdo como todo mundo faz parecer. Os impostos altos (que não foram criados hoje, diga-se de passagem) nos prejudicam? Sim. O dólar alto nos prejudica? Sim. Mas o mais interessante de ver esse aparelho nesse preço lá fora é perceber que, se ele não for fabricado aqui (pra ganhar algumas isenções fiscais), pode chegar num valor aceitável, estimulando a concorrência por aqui. A questão é que hoje pra chegar perto desse aí temos o G3 (lançado a 2300) e o Z2 (lançado a 2500), ambos possivelmente fabricados aqui. Margem de lucro tá exagerada hein? (embora a LG despenque o preço em pouco tempo, já a Sony...)
William Almeida
1,499? Soh se forem os minis. Tipo o Galaxy S5 mini que eh um pouco mais barato. Agora os normais são mais de 2,399
Diego Jaquison Cibulski
320 dolares lá, aqui se já estivesse vendendo no Brasil, ia sair por apenas 1.499 o Modelo mais simples.
Renan Oliveira
Tem um mercado promissor esperando aqui, Hugo...