Não nos resta dúvidas de que a internet seja um grande antro de tiozões disfarçados de jornalistas e blogueiros. Essa verdade se torna absoluta nos dias 1º de abril, quando todo o mundo se reúne em prol de pregar peças e contar piadas engraçadinhas. E as coisas não são diferentes no mundo dos joguinhos.

Neste 2014, tudo começou com uma piada realmente útil do Google, que trouxe para o mundo a oportunidade de capturar pokemóns ao redor da Terra, colaborando para as aulas de Geografia e para a improdutividade alheia.

A partir daí, a coisa veio ladeira abaixo: a Blizzard, que já tirou brevê de piadista há alguns anos, começou com uma versão inovadora e inusitada de Diablo III para plataformas móveis: a descrição de Happy Reaper, versão de Flappy Bird para a expansão Reaper of Souls, foi tão bem trabalhada que deu até vontade de jogá-la.

flappyreaper

“Com uma série de cliques bem pontuados ou batidas de dedos, você irá habilmente guiar Malthael através de uma rede das ruínas de Pandemonium para coletar almas humanas. (…) Fácil, certo? ERRADO. Happy Reaper é provavelmente o jogo mais desafiador da Blizzard que você já jogou na vida. É incrivelmente difícil de aprender e quase impossível de dominar!”

Não contente com sua fofura, a produtora também brincou de jogo de luta com seus personagens mais icônicos, talvez por conta da expectativa para Heroes of the Storm, MOBA que coloca os ídolos da Blizzard para lutarem entre si. Blizzard Outcasts: Vengeance of the Vanquished (finalmente um nome inovador) ganhou trailer em 16 bits, hotsite, apresentação dos personagens e muito mais, fazendo a brincadeira muito crível. Dê uma olhada no site aqui.

Ainda no rol da Blizzard, a produtora foi além e divulgou o nome da nova expansão de StarCraft II. Seguindo o padrão “HotS” (visto em Starcraft II: Heart of the Swarm e em Heroes of the Storm), vem aí Herald of the Stars! A belezoca também ganhou um hotsite.

A Riot, produtora de League of Legends, também entrou na onda, criando o modo Ultra Rapid Fire para o MOBA. Com 80% menos de cooldown nas skills e sem custos de mana e energia, a versão é descontroladamente frenética. Veja só:

A Sony participou das piadas de primeiro de abril com uma mentira tão linda, que se fosse real, ninguém teria coragem de reclamar: a Guerrilla Games anunciou The Killzone Movie: A Helghastly Adventure, o filme de Killzone produzido por Tim Burton e estrelado pela dupla-quase-siamesa Johnny Depp e Helena Bonham-Carter. Mas esse recebeu só um post no blog oficial do jogo, mesmo.

killzone

Outras pegadinhas inocentes foram a inclusão de Nester, do encarte Howard & Nester, veiculado na antiga revista Nintendo Power, na nova versão de Super Smash Bros., além de versões Bobbleheads dos personagens de Guild Wars 2 e a possibilidade de manter relacionamentos com personagens não-jogáveis em Final Fantasy XIV.

Ah, e sim: até o Kickstarter, maior site de crowdfunding da atualidade, entrou na dança: a página oficial do projeto anunciou um rebranding, em que a letra “E” cairia fora do logo, que passaria a adotar a inscrição “Kickstartr.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Gabriel Menossi Suriano
Minecraft substituiu todas as skins por villagers hahahaha
Suellen P Leite
^^
Suellen P Leite
Foi quase momo
Tiago Maicon
Haha, pior... levei um susto com aquelas vozes e depois fiquei com dor de cabeça ....coisa irritante.
Diogo Paiva
Receba meu like por isso!
Felipe Rodrigues
A pegadinha mais desumana seria a Valve anunciar o Half-Life 3 kkkk
Vicente Machado
Minecraft recebeu sons bem inusitados...uma voz "narrando" os sons...além da música inicial do jogo ser uma versão "a capella" do tema de Game of Thrones....