Nós já ouvimos falar bastante sobre fraudes dentro da imprensa de jogos (e de outras mídias), em que produtoras supostamente pagam por uma opinião positiva vinda de jornalistas e críticos, a fim de aumentar a popularidade de seus produtos. Nesta semana, uma bomba relacionada a isso atinge a Machinima e a Microsoft.

xbox-one

De acordo com um post no Twitter de um dos gerentes de comunidades do Machinima UK, Ron Smith (que foi invadido), reforçado pelo vazamento de documentos referentes à ação, teria pago aos contratados do canal de jogos um bônus de US$ 3 por CPM (pacote de mil visualizações) para cada 30 segundos comentando o gameplay do Xbox One.

As diretrizes do contrato também exigiam que os trinta segundos estivessem dentro dos primeiros dois minutos do vídeo e que o console fosse mencionado verbalmente durante a apresentação. Os pagamentos só seriam efetuados para quem utilizasse a tag “XB1M13” e postassem os vídeos em uma data e horário determinados pela empresa.

O gerente ficou louco!

O gerente ficou louco!

O ponto mais contundente do contrato, no entanto, é uma das cláusulas acordadas, de que nada de negativo ou depreciativo poderia ser dito sobre o Machinima, o Xbox One ou qualquer um dos jogos presentes no vídeo da campanha, que também não poderia ser mencionada. Uma forma nada sutil de se manipular opiniões, numa ação que deveria ser encerrada somente ao atingir o total de 1,25 milhões de visualizações (ou, expondo valores, US$ 3.750 somente em bônus).

Ao que tudo indica, o plano de marketing pertence ao próprio Machinima, mas não descarta a participação da Microsoft em sua criação. O Poptent, site que ajuda produtores de conteúdo independentes a chegarem até redes como o Machinima, também listou a campanha, que foi iniciada no dia 14 de janeiro e encerrada no dia 16, sugerindo que a meta de visualizações imposta nela já teria sido alcançada.

A informação veio ao mundo por uma matéria do Ars Technica. Alguns Youtubers já saíram na dianteira e fizeram vídeos com mais detalhes sobre o pedido da produtora. Ao todo, já se somam quase 500 resultados na busca pela tag XB1M13.

De acordo com a publicação, as diretrizes da campanha não ferem apenas a ética que se espera dos divulgadores de conteúdo e formadores de opinião. Ao fazer exigências para que apenas opiniões neutras e positivas fossem emitidas nos vídeos de seus parceiros, a Microsoft viola diretrizes da Comissão Federal do Comércio dos Estados Unidos para propagandas que contenham endossos ou depoimentos. Conforme os parâmetros da FTC, “Quando existir uma conexão entre o endossante e o vendedor do produto anunciado que possa afetar o peso ou a credibilidade do endosso (ou seja, a conexão não for razoavelmente esperada pela audiência), esta deve ser amplamente exposta”.

Até o momento de publicação desta notícia, tanto Microsoft quanto Machinima ainda não haviam se pronunciado sobre o assunto.

Atualização (22/01 às 11:40): A Microsoft soltou uma nota comentando o ocorrido. Leia, com tradução nossa, na íntegra:

A Microsoft não estava ciente de contratos individuais que o Machinima tinha com seus provedores de conteúdo como parte desta promoção e não demos feedback em nenhum dos vídeos. Pedimos à Machinima para não postar nenhum conteúdo adicional relacionado a Xbox One como parte dessa compra de mídia e pedimos que eles adicionem um aviso aos vídeos de que são parte desse programa, indicando que são parte de propaganda paga.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Fernando Gravina
Me nego a ver esses vídeos do Machinima. Dar dinheiro pra quem só passa o dia inteiro jogando, enquanto tem gente que não tem como comprar comida...
Jonathan Brian Dos Santos
Nossa, ele é Machinima! Ele é americano! Ele é poder! Ele é desonesto! Que tudo! E ainda fala que devemos parar de pensar como brasileiros... Que tal você parar de aplaudir atos de desonestidade?
Diogo Ramos Gutierre
Interessante.
Rafael Costa Biasi
Aparentemente tem brasileiros envolvidos. http://neogaf.com/forum/showpost.php?p=97617869&postcount=768 52. cdnleon accepted the Xbox One Console Campaign Assignmenthttp://www.youtube.com/user/coisadenerd/ 1,621,713 subscribers 55. Feromonas accepted the Xbox One Console Campaign Assignmenthttp://www.youtube.com/user/Fer0m0nas/ 1,822,760 subscribers 79. eduardobenvenuti accepted the Xbox One Console Campaign Assignment subscribershttp://www.youtube.com/user/BRKsEDU/ 1,456,657 subscribers
Saulo Freire
Isso não só é moralmente errado, como é ilegal em alguns países em que o Machinima está. Se quiser saber mais, TotalBiscuit explica -> http://youtu.be/WjObpd5U33U
Diogo Ramos Gutierre
Caramba, você não viu mal algum? Sério?
Diogo Ramos Gutierre
Falando a verdade, eu não confio na opinião dos canais gamers mais famosos. Vou até citar aqui alguns exemplos. O Zangado e o Edu. O Zangado sempre gostei muito dele, os vídeos dele são divertidos e ele mostra vários tipos de jogos. Ele sempre foi muito espontâneo. Mas quando foi que alguém viu ele criticar algum game? Todos os jogos são ótimos para ele, até mesmo quando você esta vendo que é uma porcaria. Ele elogia os gráficos de todos os jogos! O Edu então, nem se fala, a mesma coisa. Sem falar que ele força para criar jargões. Já vi outros no youtube também, que o inicio do vídeo parece que esta cantando um "Oi, tudo beeeem?". Ou inventa uma frase típica e tem que repetir em TODOS os vídeos. Escolinha a la Galvão Bueno. O tristeza. O mais engraçado do Edu é que ele não consegue, nunca, falar na primeira pessoa. Mas enfim, infelizmente esta é a realidade, muita gente preocupada com as visualizações e o dinheiro, e poucos preocupado de fato em trazer informações e formar opiniões diante dos jogos.
Pedro Maich
Essa história toda é tão absurda, tão ridícula, que é difícil acreditar. Primeiro por que ninguém se venderia assim, sabendo que pode ser exposto pela opinião falsa. Segundo que na pesquisa os canais que usaram a TAG tem muito poucas visualizações, o que não os torna burros, mas ingênuos. Eu acho que muito em breve saberemos que isso não passa de bobagem.
Rafael Machado de Souza
se algum partido paga para a midia nao falar mal é anti ético, mas se a MS paga a Machinima então é correto?
Rafael Costa Biasi
Depois que eu assisti a serie "A Casa Caiu" do canal ClickMamilos e AnalfabetoVirtual, parei de assistir os canais brasileiros de games, principalmente o pessoal que é ou era do Machinima.
Elton Max
Muitas pessoas usam os canais como fonte de informações pra decidir qual console comprar. A partir do momento que isso é comprado, o 'consumidor' deve saber disso. Então deveria existir um aviso de que aquela parte é promocional, da mesma forma que muitos blogs fazem anúncios. O erro está em não avisar aos espectadores de que aquela opinião foi comprada. “Quando existir uma conexão entre o endossante e o vendedor do produto anunciado que possa afetar o peso ou a credibilidade do endosso (ou seja, a conexão não for razoavelmente esperada pela audiência), esta deve ser amplamente exposta”
Gabriel Pevide
Quero entender qual o problema disso? Sou Machinima e não vi mal algum, voces gostam de polemizar noticias que não tem polemicas, deixem de pensar como brasileiros e pensem mais no buzines das empresas.
Rafael Gimenes Tejeda
me contentaria em ganhar o xbox one
Angelo Belchior
Essa sempre é a melhor opção...
Angelo Belchior
da mesma maneira que alguns blogs recebem dinheiro pra falar bem de algum produto...
Exibir mais comentários