2014 tem tudo para ser o ano em que o Tizen mostrará a que veio. É no que apostam as organizações por trás da plataforma, com destaque para a Samsung. Na conferência Tizen Developer Summit Korea, que teve início nesta segunda-feira, desenvolvedores do projeto revelaram que a próxima grande atualização do sistema, a 3.0, incluirá suporte a múltiplos usuários e a arquiteturas de 64 bits.

Em relação ao primeiro aspecto, os desenvolvedores não revelaram nenhum detalhe. A ideia, no entanto, não deve fugir daquilo que já conhecemos: possibilitar ao usuário ter uma conta para uso pessoal e outra para atividades profissionais, por exemplo, ou permitir, de fato, que mais de uma pessoa utilize o mesmo dispositivo, o que deverá se mostrar especialmente útil em tablets.

Tizen 3.0: múltiplos usuários e 64 bits

Tizen 3.0: múltiplos usuários e 64 bits

Quanto às arquiteturas de 64 bits, a ideia é fazer com que o Tizen 3.0 seja compatível tanto com processadores ARM quanto com chips IA, produzidos pela Intel.

Estas novidades, quando somadas às implementações do sistema gráfico Wayland e de uma nova interface com suporte a conteúdo 3D, deixam cada vez mais fortes os rumores de que a Samsung não destinará a plataforma exclusivamente a aparelhos de entrada. De qualquer forma, ficou claro no evento que o Tizen exigirá, no mínimo, 512 MB de RAM e 1 GB de espaço para a imagem da ROM.

Haverá também uma versão “Lite”, claramente voltada a dispositivos com especificações ainda mais modestas, que terá mínimo de 256 MB de RAM e 512 MB para a imagem. Aqui, dá até para imaginarmos a sua implementação em smartwatches, por exemplo.

O problema é que demorará para sabermos se o Tizen terá algum potencial no mercado ou, ao menos, se poderá fazer frente ao Firefox OS: é que o lançamento da versão 3.0 deverá acontecer somente no terceiro trimestre de 2014.

Não é de se estranhar, afinal, a plataforma em si ainda está muito “crua”. O fato de a Samsung ter anunciado a câmera digital NX300M, que já tem algum tempo de mercado, como seu primeiro dispositivo comercial compatível com o Tizen, dá uma ideia do quanto ainda precisa ser feito. Smartphones? Eles virão, segundo a empresa, mas só no primeiro trimestre de 2014 e, mesmo assim, na versão 2.2.1.

A câmera NX300M é o primeiro produto comercial da Samsung compatível com Tizen OS

A câmera NX300M é o primeiro produto comercial da Samsung compatível com Tizen OS

Com informações: Engadget, The Handheld Blog

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Vitor Salvatore
Sim, será em C++. E como Tizen é "derivado" do Meltemi, da Intel. O mesmo que o Meego. Não tenho certeza, mas acho que é QT/QML e HTML5 também. =P
Luandersonn Airton
Ernâni Machado Alvarenga Apoio = suporte
gokernel
Nao conheço detalhes desse OS mas estou torcendo para que tenha uma API pura em C/C++ sem camadas(VM) de outras linguagens(java aff).
Willian Lemos
64 bits é modinha da maçã, no começo o que é mais importante é o ecosistema sem apps não vinga!
Ernâni Machado Alvarenga
Isso não é apoio, até porque a divisão mobile da Nokia é da Microsoft, que tem seu próprio SO. É mero interesse de negócio, já que a Samsung teria que pagar uma grana pelo uso do serviço e a Nokia/Microsoft cravaria sua marca na concorrente. Partindo do pressuposto que isso é verídico, claro.
Luandersonn Airton
Ontem a Nokia postou no Twitter que os mapas do Tizen serão providos pelo Here.net Até a Nokia tá apoiando o Tizen.