Na semana passada a Netflix anunciou seus resultados fiscais, mostrando que tem crescido bastante nos mercados internacionais fora da nave-mãe nos EUA. A empresa aproveitou também para anunciar um novo plano de streaming, com capacidade para até 4 aparelhos ao mesmo tempo. Originalmente, esse plano estaria restrito para os EUA e Reino Unido, mas ao que tudo indica ele vai chegar ao Brasil em breve.

perfis-netflix

Atualmente, assinantes brasileiros do serviço podem fazer streaming em até dois dispositivos ao mesmo tempo. Isso quer dizer que, com uma conta só, é possível assistir vídeos diferentes em um iPad e Android simultaneamente, por exemplo. Mas se a mesma conta tentar ativar o streaming para um terceiro aparelho, não vai conseguir. Com o novo plano, o limite é aumentado para quatro aparelhos ao mesmo tempo.

Segundo a assessoria de imprensa do Netflix, o mesmo plano estará disponível no Brasil por R$ 25,90 ao mês – embora não tenha data para ser lançado no país ainda. Nos EUA, o plano vai custar US$ 11,90 quando for lançado e no Brasil o preço de R$ 25,90 parece encaixar bem com a conversão do dólar atual. Mas fico curioso com um aspecto específico do novo plano: como será feito o controle dos quatro acessos à conta. Isso, a empresa ainda não diz.

Compartilhamento de contas recebe benção?

Em um país que está acostumado a piratear todo o tipo de conteúdo, é natural que dois usuários pensem em assinar o plano básico com o objetivo de compartilhar a conta. Então um plano que permite o compartilhamento entre até 4 usuários é praticamente abençoar essa atitude, certo?

Reed Hastings, CEO da Netflix, diz que não. Ele espera que menos de 1% da base de assinantes americanos do Netflix realmente faça isso. E é claro que, como CEO da empresa, ele precise afirmar isso publicamente para não espantar os acionistas e estúdios de Hollywood que têm conteúdo dentro do serviço. Mas 1%, a meu ver, é um número pouco realista.

Por enquanto, os termos de serviço da Netflix não refletem o novo plano. Eles dizem que um usuário dono de uma conta pode compartilhar a senha com outros membros da família, com o objetivo de facilitar o acesso à biblioteca de vídeos do serviço – desde que o dono da conta se certifique de que todos os membros façam uso legítimo dela. E os termos também dizem que “A Netflix se reserva no direito de colocar uma conta em espera” com ou sem aviso, para se proteger no caso de atividades fraudulentas.

Como é feita a detecção de atividades fraudulentas e como o serviço vai fazer para evitar falsos positivos é algo a ser discutido. O mais provável é que, perto do lançamento do novo plano de streaming, os termos sejam atualizados e passem a dizer, com todas as letras, o que um usuário pode ou não fazer com sua conta.

Com informações: PortalTech.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Maxwell Moreira
mais isso é otimo poren quero saber se tera filmes mais recente po pra que qui eu vou pagar mais (25.90) se não for ter um conteudo valido?
marciodaniloms
No meu plano que é o básico, já apareceu a opção de perfil no meu console.
Pedro
Alguém do Tecnoblog saberia me dizer se o plano família virá com o sistema de perfis implantado? Isso sim me faria trocar o plano no mesmo momento.
Thanara Corrêa
aumento já?
Gaba
Pois é. Você se expressou melhor que eu, e ainda comentou algo que eu não comentei. As séries. Chega a ser ridículo mesmo... Concordo que a idéia é muito boa sim, e como eu disse, se tivesse conteúdo mais atualizado, certamente eu não teria TV a cabo em casa.
Gaba
Certamente eu fui infeliz na palavra "ultrapassado", mas não na "antiga" como falei abaixo. Gosto é gosto!
Gaba
Meu camarada. Gosto é gosto. Eu realmente fui infeliz na palavra "ultrapassado", mas não na "antigos". Sabe porque? Porque eu não gosto de ver filmes que já vi. Simplesmente assim. A maioria dos filmes que tem no netflix, eu já vi. Porque cargas d'água eu vou assinar isso, se eles não me proporcionam o que eu quero?? Se o serviço me permitisse ver filmes mais novos todos os meses, certamente eu assinaria.
Ingrid Ribeiro
Não exatamente só coisa velha, tem muitos filmes de sessão da tarde é verdade algumas coisas mais recentes, mas o conteúdo é realmente MUITO limitado. E fiquei decepcionada de não ter Friends e Os Simpsons... a ideia da netflix é muito boa, mas de que adianta, por exemplo, vc ter 4 temporadas de uma série, como Mad Men que está na 6ª, assisti as 4 que tinha no netflix, depois como não tinha mais fui baixar online e acompanhei a série...
Lekynus Sama
ele chama de filme velho e ultrapassado, mas esquece que a maioria dos filmes de hj que fazem sucesso são remakes
Marcio Neves Machado
Nem MAC precisa, o próprio player se identifica com o serviço dizendo quem ele é (se um Ps3, Xbox, uma TV LG, Samsung, etc), na hora de dar play, se muito não me engano :)
@ramonsilva12
"ou muito acesso entre dois IPs vindo de TVs/consoles, que geralmente não costumam mudar muito de endereço" Você tem total razão. Visto que pelo MAC dos aparelhos, dá para saber qual o fabricante e com isso, determinar o tipo de dispositivo.
@ramonsilva12
MELHOR COMENTÁRIO EVER
Marcio Neves Machado
Como é feita a detecção de atividades fraudulentas e como o serviço vai fazer para evitar falsos positivos é algo a ser discutido
Uma forma de detectar isso é o vai e vem súbito de IPs ao acessar um conteúdo, apesar de não ser determinante, pois uma pessoa pode hora estar em casa vendo na TV, hora na casa de um familiar usando sua rede wifi pelo celular. Mas para alguns cenários pode haver indicativo, como uso constante entre dois IPs distintos em regiões geográficas muito espaçadas, especialmente se for acesso simultâneo, ou muito acesso entre dois IPs vindo de TVs/consoles, que geralmente não costumam mudar muito de endereço :)
Marcio Neves Machado
Não faço questão de acesso quádruplo simultâneo. Para mim os dois atuais já servem. Mas poder dividir a conta entre vários perfis, e cada um que for acessar no momento escolhe o seu, para separar playlists e perfis de preferência, já seria um adianto. Só espero que isso não fique restrito apenas para o plano mais caro
gicapp
R$ 25,90 só pra compartilhar com 4 dispositivos... caso contrário deverá continuar o mesmo de hoje.
Exibir mais comentários