A Nintendo não está nem aí para o que você pensa dela, e a maior prova disso é que continua dando preferência a manter seus valores ao invés de se vender para aumentar seus lucros – com um bom argumento para isso, porém. Em uma entrevista ao site CVG, Satoru Iwata, presidente da empresa, disse que, a fim de manter sua prosperidade a longo prazo, a companhia continua não se interessando em publicar jogos para outros consoles que não seus próprios.

Iwata diz que entregar de bandeja seus “preciosos recursos” para outras plataformas não seria uma atitude visando o sucesso da Nintendo no futuro: “Se eu fosse assumir a responsabilidade pela empresa só pelos próximos um ou dois anos, e se eu não estivesse nem um pouco preocupado com o futuro da Nintendo, faria sentido que nós fornecêssemos nossas franquias importantes para outras plataformas, e aí nós conseguiríamos algum lucro a curto prazo”. O presidente também acredita que o fato da empresa produzir, ao mesmo tempo, hardware e software, a faz “única” e original, o que seria seu grande trunfo, uma vez que isto abre possibilidades para que crie coisas que as outras third-parties não conseguem criar.

Satoru Iwata (Fonte: Wikimedia)

Satoru Iwata

A declaração de Iwata veio em resposta às sugestões de que a empresa deveria seguir os passos da Sega, que, diante da queda de seus consoles, passou a produzir para outras fontes.

Ainda em seu primeiro ano de vendas, o Wii U, comercializado lá fora por US$ 300 e previsto para dar as caras no Brasil até o final do ano, não demonstra lá muita força no mercado e até o momento ainda está em desvantagem em relação ao mesmo período de vendas do Wii. De acordo com uma fonte da Nintendo em declaração ao GamesIndustry, a companhia tem consciência de que perde dinheiro a cada unidade vendida do Wii U – atualmente, após a baixa do preço do 3DS, é o portátil, junto das vendas digitais, que vem segurando as pontas da empresa.

Mas por que o Wii U não decola?

Talvez a Nintendo esteja certa em querer manter seus parâmetros e virtudes intocados, mas talvez estes sejam também seus principais inimigos. Apesar de ter dado um passo a mais em direção aos jogadores “hardcore”, lançando títulos grandes, como Batman: Arkham City Armored Edition e o aguardado Bayonetta 2 para seu novo console, ainda falta um bom prato de arroz e feijão para que a empresa alcance um público mais abrangente. Afinal, sua “nova geração” equivale à geração de consoles que o resto das desenvolvedoras já considera como ultrapassada, e seus lançamentos super inovadores já puderam ser vistos anos atrás no PlayStation 3 e no Xbox 360.

Mas é a Nintendo, a criança prodígio que desde sempre teve seu próprio tempo para lançar novidades e se voltar aos diversos tipos de mercado. Esperamos que ela ainda saiba o certo a fazer.

Com informações: CVG, GamesIndustry.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

LuizF

E hj em dia?

Felipe Schneider
Na na não, o wii-u não decola porque seu hardware não vai suportar os jogos de nova geração. É um ciclo vicioso: O wii-u não vende porque não tem jogos, e as companhias não farão jogos para ele porque 1-ele não vende 2-ele não suporta os jogos sem "caparem" muito o software. Os únicos que compram os consoles por causa dos exclusivos da nintendo são os fanboys da nintendo, que compram qualquer lixo que ela solte no mercado.
Felipe Schneider
Enquanto a nintendo continuar a acreditar que o PLAYER tem que se curvar a sua maneira, e não o contrário, a (não tão mais grande) n vai continuar a perder dinheiro. E, quanto as outras companhias imitarem a nintendo: Porque companhias de sucesso imitariam uma que só tem fracassado? E tenho dito =D
Raphael Ramos
eu não entendo isso, o wii u vendeu mais q o ps3 em 1 ano, e ninguém falava disso, que ridiculo, só porque é nintendo....o wii u vendeu mais q ps4 na black friday, e quase ninguém fala, sou a favor de reportagens justas, não haters... mas a imprensa continua com birra
Tayllor Masi
Faltou usar fatos como o dinheiro que a empresa tem em caixa +10 bi de dólares ou seja mais do que a maioria das empresas tem no mundo e que o seu marketcap é maior que o da Sony por exemplo.
Virgílio Silveira
Guilherme Tecchio e os portáteis? há um fatos chave nisso tudo, mesmo vendendo pouco hardware ou n, ela sempre é a empresa que mais lucra em todas as gerações.
João Vitor Zenaro
O Nintendo DS que foi lançado a quase 10 anos atras vende mais que outros portateis ai, e o 3DS nem se fala então
Marcos Burg
Marcelo Rodrigues Acho que você vive em um casulo e não sai dele (Brasil), aqui o console não vendeu muito, mas no resto do mundo é o mais vendido da 7ª geração, passou dos 100 milhões de unidades
Guilherme Tecchio
Lucas De Eiroz Rodrigues faz VINTE anos que ele saiu... e agora?
Samuel Pereira
Rodrigo Fante o mais legal é que os Nintendistas só falam de COD, como se só tivesse esse game nas outras plataformas, da até dó.
Lucas De Eiroz Rodrigues
Guilherme Tecchio e o SNES?
Daniel Neves
Pessoal, melhorem, tá mais que chato essa pressão toda e negatividade em cima da Nintendo nos últimos anos.
Edmilson Junior
Continuo sonhando com um MMO de pokemon.
Endrew Rafael
Quanto mais o tempo passa mais eu gosto da Nintendo.
Leonardo Domingues
Qual foi a maior inovação da Apple contando do iPhone 4 pra cá? Uma linha a mais na tela? O IOS7 é a maior prova que mesma a Apple precisa inovar, até ela viu isso, só os fanboys que não.
Exibir mais comentários