Tudo indica que a GVT começará em breve a oferecer seus planos de telefonia, TV por assinatura e banda larga na capital paulista. A operadora confirmou que está construindo sua rede na cidade de São Paulo e os primeiros testes estão em andamento. Apesar de não confirmar datas, a GVT espera iniciar suas operações em São Paulo no primeiro trimestre de 2013.

A GVT afirmou em comunicado oficial que “inicia ainda este ano a construção de um pequeno trecho da sua rede de telecomunicações na cidade de São Paulo em formato de projeto piloto”. A operadora já oferece seus serviços na capital paulista, mas apenas para clientes corporativos. Para expandir sua atuação para o segmento de clientes residenciais, a empresa planeja investir R$ 400 milhões.

A notícia chega poucas semanas após a Vivendi anunciar que a GVT conseguiu resolver os problemas com órgãos governamentais de São Paulo. A entrada da GVT foi complicada porque a prefeitura afirmava que o projeto da operadora não estava de acordo com a legislação municipal. Além disso, a GVT cobrava pelo aluguel do modem, onde não incide ICMS, o que acabaria reduzindo a carga tributária da empresa e colocaria as concorrentes (como a Telefônica) em desvantagem.

Os R$ 400 milhões devem ser gastos na construção de uma rede de fibras ópticas que conectará cerca de 210 centrais. Segundo a Folha, essas centrais devem ficar em bairros como Bela Vista, Jardins, Vila Mariana, Moema, Higienópolis, Pinheiros, Vila Madalena e Tatuapé — ou seja, justamente nos locais de alto poder aquisitivo, onde já existe uma boa oferta de serviços. Sorry, periferia.

Antes da GVT começar a funcionar em São Paulo, as licenças precisam ser liberadas pela prefeitura. Quando iniciar as operações, a GVT deve vender um pacote com TV por assinatura e banda larga de 15 Mbps por menos de R$ 100 e estrear um plano de conexão de 150 Mbps, alcançando 300 mil clientes nesta fase inicial. Agora vai?

Com informações: Computerworld, Folha.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Andre Costa Camargo
to no centro de sp soh tem TELECÔMICA aqui preferi instalar um 4g da claro ao compactuar com a tal operadora que hj é a VIVO aki no centro de sp tem potencial pra vender vem p ca GVT
Paulo H. Salles
Motivo pela demora na aprovação : " o projeto da operadora não estava de acordo com a legislação municipal " ou seja, a carga tributária (imposto) seria super reduzido colocando outras empresas em desvantagem e o ESTADO também. Só no Brasil mesmo uma coisa dessas, quando uma empresa vem para "revolucionar" um mercado que necessita de melhorias e credibilidade para os usuários me acontece uma dessa, o estado interferindo de novo para arrecadar, com a desculpa de desvantagem a outras empresas do ramo...o problema é delas, assim que ver seus clientes migrando para a concorrência os preços iram baixar, teria melhoria dos serviços, dentre outras possibilidades.
JoaoManoel
Pura verdade, Fábio. E aqui eu com Speedy praticamente "a la" discada :(
Fábio Rueda de Toledo
Só brasileiro mesmo pra achar que tem que pagar caro para se ter um serviço de qualidade. Vá para fora do Brasil e verá o que se paga para se ter um ótimo serviço. Lá fora paga-se três vezes menos para se ter 6 vezes mais. Olha o tamanho da alienação... a velocidade cai na verdade por causa de falta de estrutura e também por falta de leis que protejam o consumido sobre este tipo de serviço aqui no Brasil. Aqui é tudo invertido mesmo... cliente que paga caro e acha certo... empresas que entregam 10% do anunciado e tá tudo beleza... governo que vê isso tudo e dá risada... eita Brasilzão!!!
Fabio Silva
Uso GVT ha um ano aqui em Maua/SP (Grande ABC), e posso dizer q estou feliz pela escolha: nao tive problema significativo (horas de indisponiblidade) com internet (varios downloads a 1.5MB/s) Agora esse papo de ir pra sampa ... Espero quer mantenham a execelente qualidade e nao caiam na da NET fez ao baixar os valores com os combos milagrosos (10MB + TV + Telefone) por menos de 100 dilmas e ganhar um numero absurdo de clientes sem aumentar a largura de banda no backbone, o que faz a velocidade cair pra todo mundo.
Brunno KicKer
O mercado de SP é gigantesco, mais do que dominar qualquer fim de mundo do Brasil.
jeff3rsonSC
Chega de NET Virtua e seu Traffic Shaping!!
jeff3rsonSC
GVT em Teresina please!!!
RonaldoGogoni
"Sorry, periferia". Moro no extremo leste da cidade e já esperava isso. As desculpas serão as de sempre: indisponibilidade técnica, expansão posterior, etc, etc, etc. A missão da empresa é dar lucro, é óbvio que o primeiro alvo são bairros de alto poder aquisitivo. O pensamento da GVT e todas as empresas que não atendem as regiões mais afastadas é: "trabalhar pra pobre é pedir esmola pra dois". Sad, but true.
Andros Maldaner
Como eh bom morar em Campinas com GVT! 35 megas reais sem franquia, sem queda e sem diminuicao de velocidade (so aumento) por R$79,90
YanGM
Enquanto isso em Taubaté...
viniciusghietti
É a Vivo que não abra o olho e melhore os valores do Speedy Fibra. Porque o que fodh eles é o speey "normal" DSL. O de Fibra é ótimo! Ainda mais com os novos recursos e o Vivo Play que vai ser lançado, vai ser tipo um NetFlix por 9,90 e pelo que a telefonica postou no Twitter vai sair para o começo do ano que vem e vai ter suporte mobile:https://twitter.com/TelefonicaBr/status/275991594447040513
YanGM
Enquanto essa porrada de empresa fica brincando de competir no mesmo lugar, tem muita gente passando fome de internet em outros lugares. Não, não há justificativa para isso.
RamonGonz
mano vcs nao tem nocao da quantidade de bairros onde ´so tem Speedy aqui em sp!! absurdo... se a GVT chega nesses locais, mesmo com clientes com menor poder aquisitivo, pela quantidade de clientes q ia conseguir o faturamento ia ser MUITO grande... esse povo é extremamente conservador, isso quebra as pernas...
trovalds
A GVT vai implantar sua rede nessas regiões (creio eu) para conseguir clientes insatisfeitos com a concorrência e a princípio conseguir um fluxo melhor financeiramente, já que como já dito são regiões nobres. E também para testar a aceitação da empresa junto aos consumidores. Mas pode ter certeza que eles não irão parar por aí. Consolidado essa primeira etapa, certamente eles vão chegar a mais regiões. Só que, infelizmente, quando não existe concorrência na região geralmente é porque a demanda é baixa em relação ao serviço.
Exibir mais comentários
https://tecnoblog.net/?post_type=post&p=404942