Se você já lia o TB em agosto do ano passado provavelmente leu esse post avisando que Markus “Notch”, criador do conhecido jogo Minecraft, se envolveu em uma disputa judicial com o estúdio Bethesda devido ao uso do nome “Scrolls” em um dos seus futuros jogos. Notch sugeriu na ocasião que eles resolvessem os problemas em uma partida de Quake III. E embora parecesse uma ideia bem divertida, não foi bem recebida pelo setor legal da Bethesda.

Ainda assim, Notch, também conhecido como Markus Persson, publicou a notícia da resolução desse problema no seu perfil do twitter. Ele afirmou que o acordo assinado entre as empresas diz que a Mojang pode usar o nome Scrolls com permissão da Bethesda, desde que não crie nenhum jogo que possa concorrer com The Elder Scrolls, título da Bethesda que foi criado antes. E ele também garantiu que não houve nenhum pagamento, apenas os respectivos advogados foram pagos pelas respectivas empresas que os contrataram.

Outro detalhe que Notch fez questão de frisar ao site ArsTechnica foi o fato de que “é algo ridículo [a ideia de] que duas empresas tenham que gastar montanhas de dinheiro e tempo para acabar em uma situação onde nada mudou”.

Scrolls, da Mojang, é um jogo de estilo RPG em que os personagens devem usar poderes incluídos nos scrolls e vai ser lançado oficialmente sabe-se lá quando. Mas dificilmente vai competir com The Elder Scrolls: Skyrim, o 15º título da série de RPG que foi lançado em novembro de 2011. Ou ao menos é o que Notch garante.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Joao Victor Lopes
p q meu manigraft da demo sendo q comprei
@LBKatan
Em partes é isso mesmo. Claro que não podemos fazer qualquer porcaria e chamar de The Elder Scrolls porque acaba prejudicando o outro, mas Scrolls é muito genérico. Isso é o que eu acho. =)
Outro Leitor
Acho meio ridiculo a idéia de "a palavra me pertence". (Não, não te pertence! Essa palavra já está no dicionário tem ao menos duzentos anos!)
@GabrielfromRS
"The Elder Scrolls: Skyrim, o 15º título da série" OPS!! Acho isso a maior bobagem, muitas pessoas se inspiram em obras do mesmo gênero, é tudo por causa de marketing e mais dinheiro e dinheiro...
Guilherme Macedo C.
Muitos não sabem como é complexo e caro brigar na justiça. É por isso que sempre digo aqui: Processo não se ganha, se faz acordos.
Yangm
Só não pode ser no Angry Birds turbinado do Facebook.
@LBKatan
Pronto, se você usar "rolos de informações" para nomear um jogo, além de ridicularizado, você ainda pode ser processado. =D
Turdin
A apple deveria começar a resolver numas partidas de Angry Birds, quem sabe agilizasse o processo!
@rockdanx
Não dá a impressão que algumas empresas de tecnologia tentam fazer mais renda com processos do que com venda de produtos?