A linha de processadores Tegra da NVidia vem se instalando em cada vez mais celulares, principalmente nos Androids high-end. No começo do ano os planos da empresa eram de criar ainda em 2011 um chip quad-core para plataformas móveis. E faltando apenas dois meses para esse prazo terminar, a NVidia anunciou hoje seu Tegra 3, o primeiro chip ARM-A9 de quatro núcleos voltado para smartphones e tablets.

O poder de processamento do Tegra 3 é de 1,5 GHz e ele vem com um quinto núcleo específico além dos principais, que é usado para tarefas que exigem pouco processamento. Ele também vem com uma implementação do chip gráfico GeForce, que conta com 12 núcleos.

Em testes com protótipos realizados em fevereiro, a empresa conseguiu reproduzir vídeos em 1440p sem nenhum problema, então sabemos que ele já era em teoria bastante poderoso. Um novo vídeo liberado hoje confirmou que a empresa não parou para descansar.


(Vídeo no YouTube)

Para saber se o chip cumpre mesmo o que promete na vida real, a NVidia disse que vai disponibilizar 15 novos jogos específicos para o Tegra 3 na sua loja, que distribui aplicativos principalmente para a plataforma Android. E o HTC Edge pode até ser o primeiro smartphone Android com esse chip a aparecer no mercado, mas não vai ser o primeiro dispositivo com ele: o ASUS Eee Transformer Prime vai sair na frente.

Como sempre, o processador só é tão bom quanto o sistema que tira proveito dele. O Android já tem otimizações que o permitem tirar proveito de arquiteturas multi-core, enquanto que o Windows Phone se dá muito bem com processadores single-core. Há quem diga que jogar números de núcleos e clock lá em cima é uma corrida inútil, mas eu acho que o mercado vai acabar decidindo sozinho.

Comentários

Envie uma pergunta