Início » Brasil » Milestone 3 chega ao Brasil rodando Android 2.3

Milestone 3 chega ao Brasil rodando Android 2.3

Avatar Por

Nenhuma palavra sobre a aquisição anunciada pelo Google ontem. Foi dessa maneira que executivos da Motorola iniciaram uma coletiva de imprensa em São Paulo na qual o portifólio de produtos para o terceiro trimestre foi apresentado. O destaque vai para o Milestone 3, terceira geração daquele que, por muito tempo, foi considerado o concorrente direto do iPhone (hoje em dia tem o Motorola Atrix para assumir essa tarefa).

Android 2.3 rodando a pleno vapor

De acordo com o material de divulgação, o Milestone 3 pode ser considerado uma “potência móvel”. O smartphone conta com as mais recentes tecnologias desenvolvidas pela Motorola. Sobre o Android “básico” (palavras de Edson Bortolli, diretor de Produtos da Motorola Mobility no Brasil) há recursos específicos para usuários empresariais, como o wipe de todos os documentos do aparelho e a celebrada criptografia.

Para os reles mortais como eu e você, o Milestone 3 apresenta processador dual-core OMAP com clock de 1 GHz (seu antecessor apresentava processar com apenas um núcleo de 1 GHz). A memória RAM é de 512 MB, o que dá vida ao Google Android 2.3 (Gingerbread). Sim, esse celular da Motorola vem de fábrica com a versão mais atual da plataforma móvel. É o mínimo que eu esperava para um lançamento, inclusive.

Seu visor tem 4 polegadas. É amplo e brilhante, como pude conferir na área de demonstrações do evento. A resolução da tela é a qHD, que equivale a 960×540 pixels. Diferentemente de outros produtos apresentados pela Motorola para o terceiro trimestre, o Milestone 3 conta com um visor que não decepciona na exibição dos pixels: a concentração de pontos por polegada é bem maior do que no Screen Mini, que também foi mostrado hoje.

Visor conta com resolução qHD (960x540 pixels)

O Milestone 3 chega primeiro na Vivo em 29 de agosto (os preços e planos para a operadora não foram divulgados). A promessa da companhia é que seja vendido no varejo por um preço sugerido entre R$ 1.800 e R$ 2.000. Como de costume, as demais empresas de telefonia devem oferecer bons descontos para quem topar assinar o contrato de 12 meses.

Reza a lenda que a espessura do Milestone novo é 1 mm menor do que a vista em seu antecessor. Para mim não parece ser grande coisa, mas a Motorola estava comemorando essa conquista durante a coletiva. Na minha rápida experiência com o Milestone 3, percebi que o smartphone está pesado como as gerações anteriores: são 184g, face aos 169g dos modelos anteriores (de acordo com as especificações publicadas no PhoneArena).

Quando o assunto é vídeo, a promessa do Milestone 3 é de respeito: sua câmera de 8 megapixels captura em Full HD (1080p). Conectado com o HDMI, o celular também transmite vídeos nessa qualidade para monitores e televisões.

E como fica o Milestone 2? Segue sendo montado no Brasil e vendido no varejo e nas operadoras, porém com um preço compatível com um produto mais antigo.

Sistema permite definir pastas para aplicativos

Especificações técnicas do Motorola Milestone 3

  • Processador: OMAP dual-core de 1 GHz.
  • Memória RAM: 512 MB.
  • Armazenamento: 16 GB de memória interna; até 32 GB com cartão de memória.
  • Visor: 4″ com resolução qHD (960×540 pixels).
  • Câmera fotográfica traseira: 8 MP (grava vídeos em 1080p).
  • Sistema: Google Android 2.3 Gingerbread.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Ramon Melo
Novamente, está demonstrando que não conhece o Android. O Milestone é um dos grandes destaques do mundo dos smartphones justamente por ser diferente de tudo isso que você disse. Pode procurar aí no seu buscador: Ele não tem problemas de atualizações. Não tem customizações mal-feitas. A bateria do Milestone 2 dura mais tempo que a do iPhone 4. Os apps são gratuitos, em sua maioria. A usabilidade é excelente. Quem tem, está muito satisfeito. Você, obviamente, nunca usou um, e é por isso que está repetindo várias das bobeiras que são postadas em blogs tendenciosos todo dia.
Rafael Miranda
Motorola e LG estou fora! Respeito quem goste dos aparelhos dessas 2 empresas, mas não é o meu caso.
Souzabsb
O autor do post não comentou se o sistema roda liso, não comparou a velocidade com outros aparelhos..... Acho que o post ficou devendo
Tio Z
Me pergunto quanto realmente custaria esse brinquedo. Afinal, estar a ~2000 dilmas é "padrão" de preço e não preço com lucro real. E quanto será que vai ficar o Milestone 2 me pergunto. Do 1 pro 2 no começo não era tanta diferença tambem.
Marcos Jahn
@Ramon Melo Mesmo economizando em customizações, ainda ocorre o problema de atualizações. Não há como fugir disso. 18 meses? Que legal, bem rápido não? Liberdade de customização é uma coisa, e dependência de aplicativos é outra. Por exemplo: 1) "Pô, quero desligar o wi-fi" -> Baixa um aplicativo 2) "Quero sincronizar fotos" -> Baixa um aplicativo Aí você acaba baixando "n" aplicativos, e pode ter problema de incompatilidade, ou então a bateria do não dura um dia devido ao grande número de aplicativos que você tem rodando para suprir as suas necessidas. Bola fora? Só se foi o seu comentário ;)
@d_palmeira
Esperava que fosse mais barato. Por esse preço acho muito difícil alguem nao escolher o Iphone 4 ou o Galaxy S II .. eu nao compraria.
Ramon Melo
Não é ela quem tem que decidir isso. Um tem foco multimídia (Atrix), o outro oferece custo-benefício (Defy+) e o terceiro é voltado para um uso mais profissional (Milestone 3). Você escolhe o que mais lhe convém e pronto.
@celularsimples
Nossa, se o android é o problema o que seria a solução?
Gabriel Fernandes
Ramon Melo, disse tudo!!!!!!!!!!!!!!
Renan
Parece ser um bom aparelho. Mas ainda considero o Galaxy S II superior a ele. E também não gosto da motorola por motivos pessoais e mais os que todo mundo já conhece.
Luiz
Eu vejo como uma estratégia diferente, focada em nichos. O Milestone com foco corporativo, o Defy com foco nos "desastrados" e o Atrix como rival do Galaxy S e Iphone.
@brunogdb
Ou alguém que não simpatiza com o sistema, que nem eu com BlackBerry OS.
Caio Furtado
Não entendo a Motorola, ela não sabe decidir quem é o carro chefe da empresa...
Petter
A sua birra seria com o ecossistema...
@AntonioVeras
Talvez não mude nada, mas os acionistas agradecem.
Exibir mais comentários