Embora tenha um teto de vidro amplamente apedrejado devido às brechas de segurança em seus produtos, a Microsoft posicionou-se nessa quinta-feira contra o padrão WebGL alegando justamente a possibilidade de aumentar as falhas de segurança em diversos dispositivos. Se depender da Microsoft, o novo padrão de aceleração por hardware não será mais adotado pela indústria.

“Nocivo”. Foi assim que a empresa definiu o WebGL em um artigo sobre segurança. Em suas explicações, a empresa diz que os produtos que atualmente suportam WebGL dificilmente seriam aprovados tendo em base os requisitos de segurança da Microsoft.

"Nocivo"

Para a Microsoft, a segurança do WebGL deixa a desejar porque depende dos drivers fornecidos por fabricantes, um tipo de salvaguarda “com os quais eles nunca tiveram de se preocupar antes”. Consequência disso seriam ataques que anteriormente aumentavam os privilégios no uso do sistema, mas que agora poderiam facilmente permitir o controle remoto do equipamento.

“Nós esperamos ver bugs que existem em apenas certas plataformas ou certas placas de vídeo potencialmente facilitando ataques planejados”.

A empresa liderada por Steve Ballmer vai além e afirma que a falta de um serviço para garantir a proteção para as placas de vídeo — o Windows Update é citado como exemplo, veja só —, os usuários poderiam optar por habilitar o WebGL e ter uma navegação insegura. “Fabricantes normalmente atualizam seus drivers uma vez por ano, uma realidade que não é compatível com as necessidades do processo de atualização de segurança”, ainda alfineta.

Pessimista que só, a Microsoft acredita que o WebGL será uma fonte de vulnerabilidades difíceis de serem corrigidas. “WebGL não é uma tecnologia que a Microsoft pode endossar do ponto de vista da segurança”.

Enquanto isso, a Apple confirmou nessa semana que o WebGL será aceito no iOS 5 para aceleração de gráficos 3D via hardware. Entretanto, o recurso vai estar disponível somente para desenvolvedores de material publicitário para a plataforma iAd. Pois é.

Você pode ler todas as ponderações da Microsoft sobre o WebGL nesse artigo (em inglês).

Com informações: WinRumors, The Register.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Helliton Soares Mesquita
acho que não precisa ser inteligente para perceber, o WebGL vem do OpenGL, quem aprende ele aprende o OpenGL junto, logo que vantagem tem o DirectX? já que todo mundo sabe programar em OpenGL
motomagx
agora, a M$ vai falar que directx é ultra seguro... DX sempre vi como um monte de lixo.
@arturluiz007
Microsoft 0 x 999999 Padrões Web
@arturluiz007
Talvez, mas o WebGL veio para normalizar todas as áreas da web, e com isso quebrar toda tecnologia que saia dos padrões. Ou a MS migra para os padrões, ou ela mais cedo ou mais tarde sairá do mercado. #FATO
@arturluiz007
Não é bem assim, apesar de existir várias brechas de segurança nos SO da microsoft, é fato que eles não querem adotar padrões abertos, pois isso tiraria a 'soberania' deles. Então resumindo o Internet Explorer vai cair em desuso e vão aparecer drivers não assinados digitalmente para permitir essa tecnologia, queira a MS ou não! Até hoje ela não consegue quebrar a falhar de 'ativadores' nos SO dela, vai se preocupar com insegurança... Vai nada, a MS só quer saber mesmo de lucrar em cima da gente! Ela sabe que o povo só usa MS, mais por causa dos jogos e do office e com o WebGL os jogos vão ser migrados para o Browser e inclusive já existem versões online do office. Resumindo mais uma vez, a MS vai perder mercado com essa tecnologia. Só uma coisa pra MS, SILAS.
Turdin
PWN3D
Rafael
Kkkkk perfeita a legenda da imagem! Não estou por dentro do assunto pra dar opinião sobre o caso. :/
george
HAUEhuAHeuhAUehuAHeu É preciso ler nas entrelinhas. Redmond nunca vai direto ao ponto quando o assunto é GRANA. Vejamos, hoje quem quer jogar precisa usar windows. Infezlimente o wine ainda não suporta todos os games disponíveis, principalmente os lançamentos. A opção para linuxers gamers é manter um dual boot, o que implica em licenciar uma cópia do windows. O mesmo vale para falar de softwares específicos com renderização 3d (sketchup, autocad, suite corel, etc). Agora, com o WebGL muitos games pdoerão utilziar essa plataforma, e os gamers linuxers não serão mais obrigados ao dual boot. Os usuários de softwares rederizadores poderão se valer de uma possível api gráfica que use o rederizador de navegadores de internet e assim seus produtos se tornariam disponíveis ao desktop linux. Sobre a preocupação de redmond com "falhas de segurança", sem comentários....
Yangm
Parece que não fui claro quanto o windows usar driver e o mac usar kext...
Rodrigo
Exato. Pra quê seguir padrões de mercado, se eu posso criar os meus e tentar enfiá-los goela abaixo? Por sinal, até hoje não tomei conhecimento do Silverlight. Talvez porque em casa eu só use Linux, hehehe.
Thiago Sabaia
hehehehehehe
Tiago Celestino
Ou seja, continuará perdendo mercado. :)
Smess
Fato, IE9 não suporta WebGL nativamente e SilverLight tá um fiasco. Ja explica que a toda dona da verdade vem com birra pra cima do WebGL.
@Cobalto
Só na sua cabecinha. Só pra dar exemplo: https://www.agorainvest.com.br/ferramentas/home-broker-2.asp Agora se você diz que o silverlight não está sendo usado como flash pra fazer animaçãozinha de site ou joguinho de derrubar castelo, realmente, o silverlight morreu nessas áreas, porque ele é muito mais que flash ;)
@mos_axz
Claro que não é atoa. existem mais computadores com OS da MS, existem mais hackers e Crackers procurando erros nos OS da ms. Logo o Windows parecerá bem mais inseguro do que a concorrência.
Exibir mais comentários