Para ler livros digitais, as opções usuais são de produtos da Amazon ou da Barnes & Noble. Ou o Google, que anunciou recentemente um produto, fabricado por outra companhia, que conta com a tecnologia de exibição dos Google eBooks. O iriver Story HD está confirmado para o mercado americano por somente US$ 140 a partir da semana que vem.

O aparelho bem que lembra o Kindle, da Amazon, com direito a um teclado QWERTY físico para entrar com informações. Seu visor tem 6 polegadas, com direito a resolução de 1024×768 pixels. Como já era de se esperar, ele contém a tecnologia e-ink, que transforma os caracteres e formas em algo muito próximo da pigmentação do papel comum.

De acordo com o buscador, quem comprar o Story HD terá acesso a mais de 3 milhões de livros gratuitos, que atualmente se encontram no banco de dados e serviço de venda de livros Google eBooks. Não bastasse isso, há outras “centenas de milhares” de títulos disponíveis para venda por meio da plataforma. Depois de escolher a publicação, o download é feito pelo aparelho, sem depender de cabos para liga-lo no computador e fazer transferência de dados.

Ligando o aparelho, o usuário verá a opção de acessar a eBookstore do Google. A loja virtual foi apresentada no ano passado, mas nunca viu grandes lançamentos que pudessem alavancar seu crescimento e popularidade. Com o novo leitor de e-books, pode ser que essa reclamação deixe de existir.

O preço do iriver Story HD é similar ao do Nook Simple Touch, o modelo recentemente lançado do Nook que não tem botões físicos, apenas virtuais, graças a um visor inteiramente touchscreen. O Kindle também é vendido por US$ 139 — um modelo mais em conta sai por US$ 114, mas o usuário precisa ver propagandas antes de acessar seus livros.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Turdin
Fiquei interessado, queria ver em alguma loja por aqui para poder testar.
Emmanuel Fotógrafo
Entendi... não curto anotações nos livros, mas realmente tem gente que não vive sem isso. Acho o Kindle ou outros leitores com e-Ink bem feios e limitados (mas, são "apenas" readers né), mesmo assim são infinitamente mais confortáveis para longas leituras do que um iPad/Xoom da vida. =/
@higgorleimig
Não é a coisa mais confortável do mundo, mas não é nada que espante ou atrapalhe. E sim e não. É necessário digitar no Kindle se você tiver aquela mania de fazer anotações nos livros, o que vocês achou de um trecho ou algo do tipo. Mas se não tem ou não gosta disso, não é necessário. A não ser que você vá procurar livros na Kindle Store por ele mesmo. :)
Bestknighter
ACHO que não e depende. Não deve ser confortável e depende se você for procurar muitos livros direto pelo kindle.
Emmanuel Fotógrafo
Digitar no Kindle é confortável? Digitar no Kindle é necessário? (perguntas sérias, não tenho Kindle)