Depois de muito tempo, finalmente está disponível a mais nova versão do Fedora Linux (o primo livre do Red Hat Linux) agora na versão 15 e, entre as diversas novidades, a inclusão do GNOME 3 como área de trabalho padrão.

Com o codinome “Lovelock”, o Fedora 15 fez o que até agora nenhuma distro fez com perfeição: tornar o GNOME 3 o ambiente gráfico padrão do sistema. E se você acha o Unity do Ubuntu complicado, é bom se preparar: o GNOME 3 apresenta mudanças ainda mais radicais na experiência do usuário, e pode levar um tempo até você se acostumar.

GNOME 3

Além disso, o Fedora 15 traz outras novidades: o LibreOffice é o novo pacote de produtividade padrão do sistema, e se você não gostar do GNOME 3, pode usar ou o  KDE 4.6 ou o XFCE 4.8. Diversos outros programs estão em suas versões mais atuais, como o Mozilla Firefox, na versão 4.

Com o Fedora 15, o time de desenvolvedores usou um novo daemon para gerenciamento de serviços do sistema, o systemd. Com o systemd, o Fedora 15 consegue aproveitar melhor sistemas com múltiplos processadores através do paralelismo de processos, reduzindo o tempo para iniciar e desligar a máquina.

O Fedora 15 pode ser baixado no site do projeto, e você pode escolher diversas versões, como um LiveCD, um ISO de DVD e principalmente se prefere arquitetura 32 e 64-bit. Você também pode ler o guia de instalação e as notas de lançamento, mas esses dois últimos documentos estão apenas em inglês.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@_marcondees
boom achei legal porém nunca gostei do gnome 3 acho ele muito estranho ainda prefiro o gnome 2
Victor
Mas se você usa o Ubuntu(da para ver no comentário), você já conhece o GNOME. O pacote gráfico PADRÃO DO Ubuntu é o GNOME. Você pode usar outro como XCFE, KDE ou GNOME, só não estará seguindo o padrão. Eu por exemplo uso Debian e XFCE, o padrão do Debian é o GNOME, mas considero o XFCE muito eficiente. Noto que tanto o GNOME quanto o KDE, estão seguindo o caminho do Windows, com o passar do tempo, com mais recursos, mas mais pesados. Já o XFCE, esta fazendo muito, com pouco. Eu já testei várias customizações, uma delas extremamente parecida com o MAC OSX, da para acreditar que mesmo após isso, ele não consumia nem 200 M dos meus 4 G de RAM??? Eu gosto muito de softwares que fazem muito, com pouco..... Mesmo que eu raramente use meus 4 G de RAM e meu quad core raramente chegue a 100% de uso, gosto de estar rodando um jogo como Call of Dutty em VM e ainda assim, mal consumir 50% do meu CPU e da minha RAM.
Tonelli
Instalei o Fedora 15. Ele está bem melhor que o Ubuntu, principalmente depois da aualização para versão 11.4. Sobre minimizar janelas. Basta você clicar com o mouse em cima da janela que aparece aa opções.Vale apenas testar. Abraço
@wslemos
Baixando pra testar... já uso Ubunto no meu netbook!!!
Guilherme Mac
Usa um pendrive. É mais fácil e a instalação fica mais rápida.
Rafael
Vontade de testar mas preguiça de comprar um CD virgem e baixar...
J. Neto
Coincidentemente, meu notebook chegou ontem. Aí fui baixar o fedora e quando vi era o 15. Tô com ele no meu notebook e é muito legal. A única bronca fica por conta das poucas opções de personalização. Eu sei.
Gabriel Bemfica
Ficou lindão, hein. Imagina essa interface num tablet, perfeito!
acustodioo
De primeira vista achei o gnome-shell um grande erro, depois de um tempo usando, me sinto desconfortável usando o gnome-panel ou outro modo gráfico.
Fredson Sousa
Essa interface esta muito parecida com a do Unity ou é a da Unity que esta muito parecida com o do Gnome 3? Caramba não minimizar, não seve para mim, já fico meio perdido com as janelas minimizadas
Fernando Mossmann
Testei o Gnome-Shell quando ainda usava o Ubuntu 10.10, me senti totalmente perdido nele, principalmente por não poder minimizar as janelas, que ao mesmo tempo não possuem uma "barra de tarefas" visível. Coisa que o Unity possui, o Launcher não serve apenas para abrir novos aplicativos, mas também parar exibir os que estão sendo executados, o que em minha opinião, é muito importante. Demorei um pouco pra me acostumar com Unity, mas após configurá-lo de modo que ficasse "produtivo", passei a não ter problemas com ele e espero que se torne um ambiente de trabalho ainda melhor nas próximas versões.
7megas
Baixando aqui... mais KDE é coisa di Deus. =]
Jonas Giehl
Gostei muito. Tenho instalado o beta e nem atualizei de tão estável que está! :D
@brunogdb
Que se inicie os testes, vamos lá, quem ganha, Unity ou Gnome 3?
alberson91
Testei o beta e gostei do resultado que vi(estou até com ele instalado aqui), sistema simples, elegante e muito estável apesar de ser o beta. Só não gostei de não poder minimizar as janelas e de não poder acessar arquivos da área de trabalho diretamente(sempre tem que abrir o nautilus para acessar os arquivos, tirando um pouco de praticidade neste caso). Não sei porque a canonical não juntou suas forças no gnome-shell, mas tomara que o unity amadureça bastante até o 11.10 e fique mais leve e estável, não consigo nem rodar o radiotray(aplicativo simples para escutar rádio) no unity e quando ativo qualquer outro efeito do compiz que não vem ativado por padrão o unity bagunça tudo. Voltando ao assunto, com certeza irei baixar o fedora 15 e instalar ao lado do ubuntu no meu notebook, pois gostei MUITO do gnome-shell.
Exibir mais comentários