Uma grata notícia para desenvolvedores de programas de áudio, amantes de música e afins: a Apple liberou hoje o seu codec de áudio como Open Source. Ao contrário do MP3, que comprime o áudio de uma música removendo informações do arquivo (diminuindo a fidelidade da música), o codec da Apple, conhecido como Apple Lossless Audio Codec usa uma outra fórmula que permite reduzir o tamanho do arquivo original em até 60%, sem perda da integridade.

Eles não ficam bonitinhos juntos?

O Apple Lossless Audio Codec (ou ALAC, para os íntimos) é um codec de áudio normalmente usado em iPhones, iPods e afins, e pode ser encontrado em arquivos com a extensão .m4a. E a principal diferença dele para o famoso MP3 é que no caso do ALAC a perda na qualidade do áudio é quase imperceptível. Quem já comparou uma música salva como .mp3 e a mesma salva como .flac (arquivo salvo com o codec FLAC) sabe muito bem a diferença que isso traz.

E qual o impacto dessa novidade? Com o codec sendo livre, em breve poderemos ter cada vez mais programas que gravam e leêm o formato, assim como dispositivos (players, tablets, etc.) de outras empresas compatíveis com o formato. E se o .m4a se tornar popular, distros linux que hoje não podem ser distribuídas com o codec mp3 não teriam mais problema algum: era só incluir o ALAC e pronto.

Todo o código-fonte do encoder e do decoder do ALAC foi disponibilizado no site do projeto, junto com um programa de exemplo. Resta saber o que vai sair disso.

Com Informações: Engadget.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

J. Neto
@Gabriel Eu falei que esse daqui não contava :P. E o webkit, como já falei anteriormente, é baseado no khtml. A licença do khtml (GPLv2, se não me engano) não permitiria que a Apple simplesmente fechasse o webkit.
Gabriel
@J. Neto É claro que a Apple utiliza em benefício próprio, eu não estou dizendo que ela é a Canonical/Sun, só estou querendo explicar que ela usa quando convém como a Oracle, Microsoft, IBM e outras do ramo. Ela já fez UM projeto do zero que é o ALAC e o Webkit você fala como se a Apple não pudesse ter usado e fechado para ela quando fosse necessário. Se você quer eleger a Apple como "empresa do mal" blz, para mim ela é como a maioria. Só as fundações como a Mozzila e a Canonical são diferenciadas e o Google até certo ponyo (apesar do Android ter se tornado um problema por causa da GPL)
Marcelo
A Apple com projeto Open Source? só falta abrir um orfanato...
J. Neto
Se ler todo o artigo, verá que o Webkit é o KHTML patrocinado pela Apple. Me fale um (1), um projeto open-source (que beneficie todas as plataformas) que a Apple iniciou do zero - esse daqui não vale :D. A Apple só quer saber de aproveitar tecnologias open-source, criar que é bom...
j2k
nossa, liberarem o código fonte do codec foi demais!! Decisão histórica essa da Apple hein...
Guilherme Macedo C.
O problema é que vc sempre aparece "violentamente" pra defender a Apple. Não condeno vc por só aparecer qdo alguém fala mal da Apple, mas pq vc faz isso sempre de maneira grosseira e ríspida. Isso faz inclusive ser visto com um "fanboy". Qdo alguém falar mal da Apple, basta esclarecer, argumentar, ser até muito enfático.
Gabriel
@J. Neto, esse texto foi retirado da Wikipedia americana: "WebKit was originally derived by Apple Inc. from the Konqueror browser's KHTML software library for use as the engine of Safari web browser, and has now been further developed by individuals from KDE, Apple Inc., Nokia, Google, Bitstream, Torch Mobile, Samsung, Igalia, and others." Parem de procurar pêlo em ovo, a Apple utiliza-se e apoia software livre quando convém como qualquer outra empresa do ramo. Empresas se preocupam com negócios (dinheiro), não com com filosofias de desenvolvimento.
João Melo
Qual é o formato de áudio com id3 tag mais avançado? Queria colocar dois artistas diferentes no mesmo arquivo de áudio (na mesma música), como no caso de uma participação especial, por exemplo, com o sistema entendendo que o artista "Eddie Vedder/Ben Harper" por exemplo, é o artista "Eddie Vedder" + o artista "Ben Harper" e quando eu solicitasse que a música de um deles tocasse, a música com a presença de ambos fosse incluída na lista.
Vinicius Kinas
A maioria nem percebe mesmo, por isso que os formatos lossy não somem. A relação custo/benefício entre espaço e qualidade ainda não compensa a troca. Só é possível perceber a diferença se tu tiver um equipamento de som ÓTIMO e uma audição aguçadíssima.
Lucas Meneses
Vai chover kernel!!! Apple + open source? Tá, eu sei do webkit. Mas mesmo assim...
robson
"no caso do ALAC a perda na qualidade do áudio é quase imperceptível." Se é "quase" não é Lossless. (Não to afirmando que seja ou não, spo to questionando o texto) "Quem já comparou uma música salva como .mp3 e a mesma salva como .flac (arquivo salvo com o codec FLAC) sabe muito bem a diferença que isso traz." Sinceramente, isso depende. Se eu comparam meu mp3 320kbps com um FLAC eu tenho certeza que não vou reparar a mínima diferença. Mas tem uns aí com ouvido biônico que dizem que percebem...
J. Neto
A Apple TAMBÉM desenvolve o webkit - que é baseado no KHTML. http://pt.wikipedia.org/wiki/WebKit
J. Neto
Realmente, me expressei mal. Apple != liberdade de software A Apple adota o open-source apenas como modelo de desenvolvimento, pouco se lixando pra ideologia da liberdade de software.
J. Neto
1 - Falei mais por conta de formatos abertos do que qualidade do áudio. :D 2 - Na verdade o CUPS foi criado por Michael R Sweet. Com o advento da GPLv3, a Apple viu que iria dá [email protected] (vide o samba) e deu um jeito de contratar o Michael e adquirir propriedade sobre o CUPS. http://www.cups.org/articles.php?L475
Rodrigo Fante
Apple != open-source Mesmo? http://opensource.apple.com/
Exibir mais comentários