A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) decidiu trabalhar mais um pouco para justificar os altos salários. O órgão enviou ofício para as concessionárias de telefonia fixa — ou seja, a Oi em quase todo o Brasil, a Telefônica em São Paulo, entre outras — exigindo (palavras da agência) que os orelhões espalhados pelo país passem por manutenção emergencial. Parece que a situação está mais feia do que a Anatel imaginava inicialmente.

Orelhão pode morrer

Não é novidade para ninguém que os orelhões caíram em desuso com a ascensão da telefonia celular (em especial na modalidade de pré-pago). Ainda assim, as concessionárias são obrigadas por força de lei a fornecer a chamada Telefonia de Uso Público para a população brasileira. É uma prerrogativa existente desde o vespeiro das privatizações, cujos problemas eu não preciso nem comentar.

Ações emergenciais são necessárias, de acordo com a Anatel. As concessionárias devem entregar até dezembro um plano de revitalização para os orelhões, com todas as informações sobre revisão, conservação e manutenção da planta de telefones públicos.

Nos estados da região Norte a agência detectou irregularidades consideradas graves. Devido a isso, a Oi (antiga Telemar) deve apresentar no início de setembro um plano de ação para substituição e modernização dos equipamentos em fim de vida útil ou que já estejam obsoletos. A Anatel demanda que a Oi diminua a quantidade de interrupções no serviço de telefonia, com ênfase no Norte, onde a coisa está pior.

A Embratel, junto com a Oi, foi convocada para elaborar um programa especial para a região. Até que enfim.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Sérgio Carlos Sousa
Já feito através da própria "ANATEL " várias solicitações de reparo do aparelho público "orelhão" porque a operadora oi, não atendia as solicitações de reparo e conserto e ninguém comparece para verificar o orelhão. O aparelho está localizado em Baixa Verde de Presidente Dutra Bahia, o Nº (74 3691-8004)Não dá para contar quantas solicitações já foram feitas para esse aparelho sem comparecimento.Acho um desrespeito a todos os consumidores e cidadões em geral.
Marcos Antonio Felix
Conserto de telefone publico em Florianópolis, Numero (48)32489155 que esta mudo. Fica no Parque de Coqueiros.
Arlindo Brito
oi gostaria de reclamar de dois orelhoes que ficam situados na Rua: principal s/ centro Livramento Ceará um de numero: (88) 3673 97 00 e o outro de numero: (88) 3673 92 02. faz 3 meses que faço reclamaçoes no 10331 e dao um prazo 8 a 48 horas e nunca os tecnicos fizeram o conserto desses dois telefones publicos! peço ´port favor a quem de direito fazer o conserto dessas linhas de telefone publicos que é tao ultil para essa localidade! Aguardo resposta!
Arlindo Brito
GOSTARIA QUE A ANATEL MANDASSE A OPERADORA OI FIXO FAZER O CONSERTO DE DOIS ORELHOES QUE A MAIS DE 6 MESES QUE RECLAMO E A EMPRESA NAO FAZ O CONSERTO TRATA SE DOS NUMEROS : (88) 3673 97 00 E (88) 36739202, AMBOS NA Rua: principal s/n centro Livramento - itapipoca ceará
Arlindo Brito
GOSTARIA QUE A ANATEL MANDASSE A OPERADORA OI FIXO FAZER O CONSERTO DE DOIS ORELHOES QUE A MAIS DE 6 MESES QUE RECLAMO E A EMPRESA NAO FAZ O CONSERTO TRATA SE DOS NUMEROS : (88) 3673 97 00 E (88) 36739202, AMBOS NA Rua: principal s/n centro Livramento - itapipoca ceará
renatopts
Amigo a pior coisa que tem é quando o carro quebra, ou uma pessoa passa mal, e vc conta com o celular, esta sem credito ou estar descarregado, ai vc sabe que tem um orelhão próximo e vc chega lá não esta funcionando. Muitas das vezes, o aparelho não esta funcionando, e puramente por descaso das operadora, se nos países do 1º mundo tem os telefones públicos, porque aqui não pode. E não venham me dizer que nos Estado Unidos ninguém danifica os aparelhos isso posso garantir que é mentira lá também tem vândalos como aqui, já cheguei a ver telefone público lá entupidos com moedas de $ 0,1 em aparelhos que eram para usar $ 0,50. Na minha opinião se estava no contrato que as operadoras teriam que manter os telefones públicos então a ANATEL, tem que fazer valer isso, pois as operadoras estão ganhado cachoeiras de dinheiros para prestar um péssimo serviço e sendo que a todas delas estão nas mãos do capital estrangeiro.
Caio Furtado
Tá mais que certa...
@michelblopes
http://www.youtube.com/watch?v=wI1_miCV_TA&feature=youtube_gdata_player
@michelblopes
Até pouco tempo atrás tinha um da Telesp aqui na esquina de casa. Aquela cabine laranja e o aparelho telefônico vermelho e de fichas. Na minha infância eu ficava lá passando trote a cobrar. Mas nunca depredaram este. Um caso isolado ao da realidade paulista. E mesmo que digam o contrário, os orelhões devem ser preservados, como todos serviço de uso público.
@michelblopes
E até parece que vou emprestar meu celular. Só se o presunto estiver na minha frente.
@michelblopes
O dia em que vocês forem assaltados e ficarem na rua às duas da manhã, vão ligar para seus pais como?!
Ramon Melo
Mas, Guilherme, quem usa um orelhão nas grandes cidades, nos dias de hoje? Nós vivemos num país de 200 milhões de habitantes com 220 milhões de linhas móveis. Numa emergência, o que é mais prático: andar até um orelhão ou procurar a pessoa mais próxima e pedir o celular emprestado? Você acha certo que, num país carente de infraestrutura tecnológica, as telefônicas sejam obrigadas a investir numa estrutura defasada e ignorada pelos consumidores?
@gameblox
Já perdi as contas de quantas vezes fui salvo por um orelhão. SP foi o pior lugar que já encontrei para usar orelhão. Visitei vários bairros e a cada visita precisei ligar, pois estava sem cel do estado, resultado: andava, andava, até achar um semi-funcional (ou desistir de achar). Estão totalmente abandonados.
Marcelo
Será que o lucro com os orelhões paga essas manutenções? ou temos que pagar isso sem saber nas outras contas com as telcos?
Marcelo
Orelhão é quase objeto de decoração na rua!
Exibir mais comentários