Início » Internet » Revista Time elege Mark Zuckerberg a pessoa do ano

Revista Time elege Mark Zuckerberg a pessoa do ano

Avatar Por

Um pouco diferente do que muitos esperavam, a influente revista americana Time elegeu hoje o criador do Facebook como pessoa do ano de 2010. O nome que diversos ativistas online gostariam de ver ocupando esse posto era o de Julian Assange, jornalista australiano de 39 anos fundador e editor-chefe do WikiLeaks, que liderava a enquete de 100 pessoas pré-escolhidas no site da revista. Mas a decisão como sempre ficou a cargo dos seus editores e não dos leitores.

Segundo a revista, Zuckerberg merece o prêmio por ter quatro grandes feitos no seu currículo: “Ter conectado mais de meio bilhão de pessoas, ter mapeado as relações sociais entre eles, por ter criado um novo sistema de troca de informações e por mudar a maneira como nós vivemos as nossas vidas”. Eles esqueceram de contar os constantes problemas de privacidade que a rede teve, a disputa com o Google e os desentendimentos com desenvolvedores de aplicativos. Mas quem se importa com esses pequenos detalhes, não é mesmo?

Além de ter seu nome no topo da lista de pessoas mais importantes do ano, Mark Zuckerberg também foi homenageado essa semana na calçada da fama.

Com informações: Time.com. Foto: Martin Schoeller.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Marcell Almeida
Concordo plenamente que ele seja a pessoa do ano. Seguido por Julian Assange e o terceiro lugar eu não sei.
Alexandre
O feito do FB man foi grande. Nunca antes existiu um rede com meio bilhao de usuarios... acho que tambem aqueles 6 bi na conta dele contou tambem...
@lucasrepullo
Sem querer tirar o mérito do que fez o Julian Assange, mas no que diz respeito a afetar diretamente a vida das pessoas, Marck Zuckerberg fez muito mais POR ENQUANTO. É importante não pensar apenas no próprio umbigo e no "Ah eu não gosto do Facebook" ou "Ah prefiro o Orkut ou o Twitter", ou "Ah o Facebook não merece porque vaza informações". Sinceramente, poucas pessoas foram diretamente afetadas com o vazamento de informações do Facebook (que realmente deve ser consertado, mas não é essa tempestade feita pela mídia), ou sabem realmente pra que serviu o WikiLeaks e quais foram alguns dos documentos importantes divulgados por eles. Acredito que Julian possa ser uma personalidade a ser considerada em 2011, quando começarmos a sentir os reais efeitos de seus atos. Por enquanto, este ano, Marck Zuckerberg conseguiu em uma plataforma, conectar mais de 500 milhões de pessoas no mundo inteiro e querendo ou não, revolucionou a maneira das pessoas se comunicarem, ainda mais se pensarmos na integração com os aparelhos móveis que era algo até então não muito bem explorado pelas redes sociais. Marck e o Facebook possuem seus defeitos, mas o que é preciso é por tudo na balança e entender a reviravolta que aconteceu no mundo da comunicação. Já para os que acreditam que o Twitter seja uma plataforma mais importante do que o Facebook, é bom se informar sobre a quantidade de contas realmente ativas presentes na rede social, que não são tantas quanto se imaginam, e outra coisa, comparar o Twitter com o Facebook é algo impossível já que são duas redes com focos completamente distintos. Reconhecimento merecido dado pela revista Time, que não é uma das publicações que mais me agrada, mas desta vez, ponto pra eles.
kylefurtado
Uhu!
Raph4
oooooooh yeah! Pra mim não passa de um orkut com layout diferente (e sim eu sei que o orkut copiou muita coisa do fb, mas quem é o fb para falar de cópia, privacidade e essas coisas?) e não tem 1% da importância que o twitter tem para mim.
Raph4
let's do it!
JoseRenan
O FB "mudou a maneira como eu vivo minha vida"... ahamm
@GuiHarrison
O que eles fizeram é tentar agradar todo mundo sem criar polêmica. Mal sabiam eles... Na minha opinião: Julian em 1º, Steve Jobs em 2º, Zuckenberg, talvez, em 3º
@brunogdb
Já devem estar à caminho
@Fireballmaker_
Apoiado!
Guilherme Mac
Bom, no âmbito do dever-ser, deveria, já que outras publicações fizeram o mesmo, como o New York Times, em 71, quando publicou papeis secretos do Pentágono. Mas, eu entendo a escolha, ainda mais por ser ele estrangeiro e os Estados Unidos serem os Estados Unidos (lembra o soldado que denunciou abusos e torturas no Iraque? Sua cidade natal o expulsou e até sua família deixou de falar com ele, qdo em um lugar normal era pra ser considerado heroi nacional).
kylefurtado
Você acha mesmo que uma revista estadunidense influente vai eleger o inimigo público número 1 do governo como pessoa do ano?
Augusto
DDoS no site da Time e seus fax.
Guilherme Mac
Enquanto revistas pelo mundo escolhem Julian Assange o homem do ano, pois é relacionado com o contexto político internacional no qual todos fazemos parte e no qual o futuro do mundo está em jogo, na revista Time parece que o Facebook é mais importante...
Turdin
Não concordo com a escolha, mas... Parabéns!