Encurtadores de URLpodem até deixar a internet mais lenta, mas de acordo com uma pesquisa liberada pela empresa de segurança Zscaler Inc. eles podem não ser tão perigosos quanto a Cisco imaginava que seriam.

A empresa analisou mais de 1,3 milhões de links postados no twitter nas duas primeiras semanas de março, pouco antes do serviço começar a utilizar seu encurtador twt.tl, e concluiu que apenas 0,06% deles (773 links) levavam o distraído usuário à sites maliciosos. Um dos encurtadores de URLs, Bit.ly, afirma que a estatística bate com a obtida nos links do próprio site.

Segundo Julien Sobrier, pesquisador da Zscaler, isso ocorre por que “grande parte dos usuários que usam e clicam nesses links prestam mais atenção”. Eles parecem ter maior consciência de que estão sendo redirecionados e que há chances de acabarem abrindo uma página que não é o que diz ser. “Como o link curto já gera suspeita”, diz Sobrier, “é menos provável que criminosos os usem”.

[via Physorg]

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

BrunoGall
Tem um novo golpe na área, o Golpe do Migre.me que até agora já teve 18 pessoas que clicaram, por isso que uso segurança no TweetDeck de ver o Link Original antes de entrar no site
Hernani
Que dizer? FUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU