Loja menos restritiva com distribuição via web é a estratégia da Palm

Loja menos restritiva com distribuição via web é a estratégia da Palm

A Palm finalmente revelou os detalhes de seu programa de desenvolvimento para WebOS, o sistema operacional do Palm Pre, apresentando um modelo diferente de todos os seus competidores (RIM, Nokia, Google e Apple principalmente).

Os desenvolvedores já conseguiam enviar aplicativos para a Palm para serem vendidos em um veículo de distribuição no próprio aparelho gerenciado pela própria fabricante, conhecido como App Catalog, similar à App Store da Apple. A partir de dezembro eles poderão distribuir seus aplicativos diretamente a seus consumidores, através da internet.

Cada aplicativo receberá uma URL única que usuários do WebOS usarão para fazer a instalação, tudo pela web. Segundo a Palm haverá um processo de “auto-certificação” que diminuirá o tempo de chegada de aplicativos ao mercado.

O programa de desenvolvedores da Palm terá uma taxa anual de US$99, que será preterida no caso de desenvolvedores interessados em distribuir aplicativos de código aberto. Aqueles que quiserem colocar um app à venda no App Catalog terão que pagar US$50 por aplicativo e se sujeitar à aprovação (ou não) da Palm. Os desenvolvedores receberão 70% da receita bruta recebida dos usuários finais, que poderão comprar os apps com os cartões Visa ou Mastercard.

A filosofia de distribuição de aplicativos para o WebOS difere substancialmente do controle com mãos de ferro exercido na App Store da Apple, que apesar das críticas e polêmicas vai muito bem, obrigado, com 85 mil programas e mais de 2 bilhões de downloads. [InformationWeek]

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação