A Cisco divulgou seu “Annual Security Report 2009” e entre várias informações a mais divulgada delas foi que o Brasil ultrapassou os EUA na quantidade de spam enviado. Mas o que me chamou a atenção foi na verdade a parte que diz que as URLs curtas podem representar um grande problema de segurança.

A Cisco aponta a forma “telegráfica” de comunicação nas mídias sociais com seus 140 caracteres (Twitter e outros microblogs) como fonte de preocupação. As URLs curtas fazem parte desta forma de expressão e não dão pista do que está por trás daquele link do migre.me ou bit.ly.

Aproveitando para falar de redes sociais a Cisco diz que o Facebook foi usado em 2009 para propagar 419 tipos de scam diferentes.

Todos esses problemas acontecem pois em tese nas redes sociais você segue ou está ligado a pessoas que você conhece e confia. Clicar em links é apenas um passo. No início deste ano a Bullet, agência com sede em São Paulo, divulgou que 97% das pessoas clicam em links do Twitter de perfis que seguem.

Claro que não dá pra não usar encurtadores de URLs ou redes sociais como um todo. A questão é ficar atento a possíveis tentativas de fraude que certamente o atacarão.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Thiago Mobilon
O problema é que vítimas de ataques geralmente são pessoas leigas, e esses nem Firefox usam. :-)
Thiago Mobilon
O Twitter podia não incluir a @ na contagem de caracteres, isso sim. Agora, se nem isso ele faz, quanto mais ignorar os caracteres dos links...
Jean Charles
Muito obvio isto... inclusive eu jah Twittei isto a tempos atrás quando começaram a surgir as URL's curtas.
Caio Alexandre
E são um problema mesmo, dá muito bem pra encurtar e esconder URLs contaminadas com vírus... Esse é apenas um dos motivos.
Bruno Maciel
O Twitter poderia adicionar um novo campo para introduzir urls completas. E deixar os 140 caracteres somente para informações.
Ricardo Godoy
Uma boa dica (pra quem usa o Firefox) é usar um addon que resolve e mostra o endereço pra onde esses link encurtados apontam. Um exemplo é o addon do bit.ly, que (até onde eu sei) resolve os links do próprio bit.ly e do tinyurl. E também tem TwitterFox (que agora tem o nome feio de Echofon :-) que faz isso sem outro complemento. ;-)