google_book_search_logoHá tempos o Google Books atrai a ira de muitos. O projeto da empresa californiana de criar a maior biblioteca virtual do mundo disponibilizando  livros online em páginas com anúncios já foi alvo do Sindicato dos Autores norte-americano e de diversas editoras. No final de 2008 um acordo foi firmado entre o Google e as demais partes citadas,  garantindo à gigante da web o direito de criar sua biblioteca online, e aos autores e editoras de receber por isso. Mas esse não foi o fim do assunto.

Microsoft, Yahoo e (provavelmente a maior interessada) Amazon juntaram-se à organização Internet Archive e formaram a Open Book Alliance (Aliança do Livro Aberto, em tradução livre) com o objetivo de impedir o Google a seguir em frente com seu projeto. Curiosamente, a aliança é co-liderada por Gary Reback, um proeminente advogado especialista em casos anti-truste. Reback tornou-se muito conhcido por sua atuação nas investigações anti-truste contra a Microsoft nos anos 1990.

Em comunicado, o Google se defende:  “O acordo Google Books está injetando mais competição no mercado de livros eletrônicos. É compreensível que nossos concorrentes  lutem com vigor para evitar mais competição.”

Se o acordo for liberado, o Google terá direitos não-exclusivos sobre livros sem autor idenrificado e ficará com 30% do dinheiro das vendas dos demais livros através do Google Books. [Engadget/Mashable]

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@andradevini
hoje isso nem existe mais... Ou está muito escondido.