Steve Jobs confirmou uma das funcionalidades mais especuladas e aguardadas para o iPhone OS 4. A próxima versão do sistema operacional móvel da Apple contará com capacidade de multitarefa para todos os aplicativos, incluindo os de terceiros. Para acessar o alternador de aplicativos, bastará pressionar duas vez o botão Home do iPhone (aquele botão solitário na frente do aparelho). Isso trará a tela uma espécie de Dock com os aplicativos que estão executando. Basta escolher para qual se quer ir e boom, você está lá.

O recurso de multitarefa permitirá que se use aplicativos de áudio ao fundo, como o app Pandora que foi usado na demonstração. Podemos supor que outros apps similares, como Last.fm também poderão ser utilizados da mesma maneira. Isso resolve o que provavelmente era um das maiores solicitações dos usuários quanto ao multitarefa: ouvir música de outras fontes que não o iPod.app enquanto faziam outras coisas.

Outro aplicativo demonstrado foi o Skype. Agora será possível se manter online no Skype enquanto se faz outras coisas no iPhone, e assim receber chamadas de VoIP a qualquer momento. Mais que isso, também será possível sair do Skype mantendo a chamada ativa. Assim poderíamos, por exemplo, verificar alguma informação em um e-mail durante uma conversa no Skype.

Mais uma funcionalidade do multlitarefa: localização em background. Isso permite que aplicativos como o FourSquare (ou outras redes sociais baseadas em localização) sempre saibam onde você está, e também permite que apps de navegação (como o TomTom, por exemplo) lhe dê orientações no background, enquanto outro aplicativos está aberto. A Apple disse que está levando a privacidade muito a sério, então o usuário poderá escolher individualmente qual aplicativo terá acesso a essas informações, poderá ver todos os apps que acessaram sua localização nas últimas 24 horas e verá também um ícone na barra superior do sistema indicando se algum app está usando sua localização.

Além disso, também foram atualizadas as push notifications, agora com a possibilidade de notificações geradas localmente, e não apenas nos servidores da Apple — isso deverá tornar as notificações bem mais rápidas e confiáveis. O recurso de task completion que também fará parte do pacote permitirá que uma tarefa seja completada no background. Por exemplo, fazer o upload de fotos para o Flickr sem precisar esperar a transferência terminar para fechar o aplicativo.

A Apple afirma que conseguiu implementar o multitarefa de forma que a bateria não fosse excessivamente drenada. Steve Jobs parecia confiante: “Não estamos sendo os primeiros [a implementar multitarefa em uma plataforma móvel], mas seremos os melhores.”

[Atualização às 15h25] O OS 4 — incluindo a capacidade multitarefa — será lançado no meio do ano. Como nem tudo é perfeito, o multitarefa só será compatível com o iPhone 3GS e iPod Touch de 3ª geração. Proprietários de um iPhone 3G, iPhone de 1ª geração ou iPod Touch de 1ª e 2ª gerações ficarão só na vontade.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Ntnn
Tá, eu adoro a Apple mas fazer esse bafão todo por multitasking? eu acho que um celular com a panca e a responsa do iPhone ele deveria ter multitasking desde a primeira edição.
Juan Lourenço
Salvas raras excessões, de forma geral o que a Apple fez foi o contrário do que prega fazer, correr atrás do prejuízo, copiou o que os outros fizeram de bom enquanto estava estacionada. Processos em background, e-mail centralizado, funções "executivas", central de jogos, pastas para programas, uma série de coisas que Android e mesmo Symbian (e olhe que como dono de Symbian s60v5 tenho muitas ressalvas sobre o sistema), já tinham. De um lado temos Jobs falando sobre tudo isso como se fosse uma grande novidade, e a maioria engole. De outro, se analisarmos friamente, temos novamente o iPhone como o concentrador do que há "de melhor" no mundo dos celulares, de uma forma fácil de ser usada (até mesmo pela sua tia de 60 anos que acabou de fazer uma cesariana, já diria o ex-gordo Faustão). E, é claro, o iAds dará rios, ou melhor, oceanos de 'dinheiros' para a Apple já que abre ótimas possibilidades. Não se espera que apps pagos tenham publicidade, então aplicativos pagos tenderão a se tornar gratuitos pois acabarão ganhando mais em publicidade do que ganhavam na venda do aplicativo. Mais apps free, mais apps sendo baixados, mais gente usando apps e vendo propaganda, mais dinheiros. Eu diria que a Apple poderia até reduzir o preço do iPhone já que mais iPhones = apps = publicidade, mas não deve acontecer. Há também a possibilidade de um mesmo App ser vendido sem anúncios e gratuito com anúncios, você escolhe o que prefere, além de poder usar a versão com anúncios e se gostar comprar pra "tirar os anuncios" (o que já é bastante comum em softwares para desktops) Abraços e desculpem pelo tamanho da redação =D Juan Lourenço eco4planet.com - Pesquisa em sistema Google CSE onde seus acessos se transformam em árvores