Início » Arquivos » Brasil » HTC pensa em voltar ao mercado brasileiro

HTC pensa em voltar ao mercado brasileiro

Paulo Higa Por

Enquanto algumas fabricantes se distanciam do Brasil, outras velhas conhecidas estão estudando a entrada no mercado nacional. É o caso da taiwanesa HTC, que saiu de fininho em 2012 e pode voltar a comercializar produtos no país, começando pelos óculos de realidade virtual HTC Vive.

A informação foi revelada por Joel Breton, vice-presidente global de conteúdo da HTC, em entrevista ao Estadão. A empresa pensa em lançar o Vive no Brasil nos próximos meses. O obstáculo é a alta carga tributária, que pode encarecer o produto: mesmo nos Estados Unidos, os óculos de realidade virtual custam 799 dólares, mais que um smartphone topo de linha.

htc-vive

Se a HTC seguir adiante nos planos de voltar ao mercado brasileiro, a estratégia deverá ser a mesma adotada em outros países: primeiro, a fabricante venderá seus produtos em sua própria loja online e depois fechará parcerias com o varejo.

A HTC começou a funcionar no Brasil em 2007, investindo US$ 10 milhões para trazer os primeiros smartphones da marca ao país, mas teve dificuldades para enfrentar LG, Nokia e Samsung. Aos poucos, os aparelhos da HTC pararam de ser produzidos no Brasil e perderam competitividade. Alguns smartphones da linha HTC One chegaram a ser homologados na Anatel, mas nunca foram vendidos oficialmente.

htc-10

Os produtos da HTC são normalmente elogiados pela qualidade de construção acima da média. O último flagship da marca é o HTC 10, que foi bem avaliado pelo acabamento resistente de metal, tela de 5,2 polegadas (2560×1440 pixels) com cores vibrantes e bom desempenho com os 4 GB de RAM e processador Snapdragon 820. Rumores apontam que a HTC deve fabricar os próximos smartphones Nexus, o que pode ser uma esperança para quem deseja comprar um Android puro no Brasil.

Agora vai?

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Leonardo Motim Reiser
Saiu uma versão com Android Puro, porém não era chamado Nexus. Era vendido na loja online da Google como HTC One M7 Google Play Edition, teve até Galaxy S4 Google Play Edition
Rodrigo Guedes Pereira

Se eu não me engano saiu uma versão do One M7 Nexus

Rodrigo Guedes Pereira

O HTC One M7 foi um dos melhores celulares que já usei. O HTC Titan também não era ruim, mas não me adaptei ao WP. Gostaria que voltassem para o nosso mercado.

Matehuos

Descente existe, mas foi erro meu mesmo :p

Nyrium Elenilson Farias

Seria incrível! Mais uma opção de smartphones, só não sei se a alta carga tributária nos deixaria felizes. Não! Eu sei, na verdade, que não. :(
Coragem da HTC, realmente.
No site GSM Arena, a marca é muito bem avaliada, já a Xiaomi está bem abaixo no "ranking"...

Murilo Aquino

Senta e espera

Felipe

Contras do mercado brasileiro: Impostos altos e logística ruim. Prós: Margem de lucro altíssima

Rojedo

Se for pra lançar celular por 4k, pode ficar por aí!

Kennedy E. Silva
Seria um sonho um Nexus HTC
Jailson Souza
Seria tão bom se isso se concretizasse...
Rafael Oliveira
Decente ou descente? As duas formas existem, mas têm significados diferentes. Decente é o adjetivo atribuído ao que é digno, correto, ao que está em conformidade com os padrões morais e éticos da sociedade, de acordo com definição do Houaiss. Exemplo: homem decente. Por extensão de sentido, é o que está conforme com o que se espera de qualidade, utilidade, apresentação de algo ou alguém. Exemplo: refeição decente, roupa decente. Já descente é o que desce, o que se dirige para baixo. Exemplos: águas descentes, estrela descente (cadente). Fonte: http://linguaportuguesanodiaadia.blogspot.com.br/2011/03/decente-ou-descente.html
Jônathas Arruda
Estamos em um momento economicamente delicado, mas é completamente possível lucrar. A Asus que o diga: hardware de ponta e preço competitivo. Se vir de novo ao mercado brasileiro, que não cometa o mesmo erro estratégico da Mi. Se bem que, pelo que percebo, o foco da HTC é nos dispositivos de alta gama, hoje dominados por Apple e Samsung. É difícil, mas não possível encontrar o seu lugar no market share brazuca.
AnumPreto
Descente é difícil, véio. Até a palavra fica grifada pelo corretor.. Atentar novamente ao digitar tal palavra.
Lauro Laureano
Tenho um one M7 e ele ainda supre todas as minhas necessidades, desempenho, interface, construção e principalmente o áudio, são características impecaveis e que as fabricantes que já operam aqui deveriam seguir...
Thiago Silva
Seria bom ter a empresa aqui porém o Brasil tem altas taxas que influenciam na hora importação.
Exibir mais comentários