Início » Arquivos » Antivírus e Segurança » Hackers invadem contas do Estado Islâmico no Twitter e publicam conteúdo gay

Hackers invadem contas do Estado Islâmico no Twitter e publicam conteúdo gay

Responsável diz que ação foi homenagem aos que morreram no atentado em Orlando

Jean Prado Por

Depois do pior massacre nos Estados Unidos desde o 11 de setembro, um hacker obteve acesso às contas do Estado Islâmico no Twitter e publicou conteúdo pró-LGBT, incluindo mensagens de amor e até pornô gay. WauchulaGhost, como é chamado, faz parte do Anonymous e postou tweets em apoio às famílias das vítimas que morreram em Orlando.

gay-pride-flag

O atentado na boate gay Pulse deixou 50 mortos e 53 feridos. Ao Newsweek, o hacker disse que conseguiu acessar mais de 200 contas para divulgar as mensagens. “Fiz isso pelas pessoas que morreram em Orlando. O Estado Islâmico está propagando e se gabando do ataque, então eu achei que seria justo defender aqueles que faleceram. A morte de pessoas inocentes não será tolerada”, disse ao site.

Algumas contas invadidas já foram suspensas pelo Twitter, que no ano passado deletou mais de 125 mil perfis que promoviam o terrorismo. A rede social é muito usada pela organização terrorista para recrutamento e propaganda.

isis-hack

As contas, como mostra a imagem acima, publicam corações, honram os mortos e feridos na tragédia e são decoradas com bandeiras coloridas, símbolo do movimento LGBT. O avatar de muitas foi alterado com a mensagem “sou gay e tenho orgulho disso” — o Estado Islâmico é conhecido por perseguir e matar gays de maneiras brutais, até mesmo atirando-os de prédios.

A ação contra o Estado Islâmico está sendo feita pelo grupo de hackers há meses, mas só depois do atentado que eles começaram a propagar conteúdo pró-LGBT. O próprio WauchulaGhost já está recebendo ajuda de mais dois hackers, de nome Ebony e Yeti, na “campanha do bem”.

Apesar de links para sites de pornô gay terem sido publicados, nenhuma imagem explícita foi divulgada. Isso porque a intenção dos hackers não é chamar a atenção com pornografia ou ofender muçulmanos, segundo WauchulaGhost. “Nossas ações são direcionadas para jihadistas extremistas. Muitos de nós [no grupo de hackers] somos muçulmanos e nós respeitamos todas as religiões que não tiram vidas inocentes”, disse.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Anônimo Seu amigo no trabalho
Deixo aqui meu pensamento crítico a maduro sobre a invasão: - Bem feito! Léro léro!
NoobIsrael
Pff. https://www.youtube.com/watch?v=tXkmONGMhNc
Jean Prado
Ele fez isso =)
MRJ The 1 and only
MalcriadoRJ
https://www.youtube.com/watch?v=DnDdUdpvxxQ
G. Croft
Fico com pé atrás nessas invasões. Última invasão em massa nas contas do Daesh milhares de contas foram apagadas, jogando no lixo anos de investigação e vigilância dos serviços de inteligência que faziam análise de dados.
Kawe Antônio
O ISIS é uma máquina de propaganda em mídias sociais para "espalhar sua palavra" de ódio usando meios de comunicação (as mídias sociais em geral) que nós do Ocidente tanto usamos no dia a dia. Apropriar-se desse dos meios que eles tanto utilizam para atacá-los, com conteúdo LGBT por exemplo, é uma ótima maneira de combater a propaganda deles, e somente isso. É uma ação paliativa. O ISIS continua à ativa na Líbia e Síria com suas atrocidades.
Rafael Sales
Acho que seria melhor invadir, ativar a geolocalização das contas e aguardar usarem o perfil.
Heitor89
Isso só vai incitar mais ainda o ódio que os terroristas sentem pelos gays (e por extensão todo o ocidente).
Julian Leno
0 terroristas presos com essa ação
Wolfgang Marcos
Apenas isto: