Início / Arquivos / Comportamento /

ūüėĀ nem sempre √© ūüėĀ

Estudo aponta que emojis podem causar "falhas de comunicação"

Jean Prado

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso ūüíį

Os emojis s√£o vistos como um meio universal de comunica√ß√£o. Esses pequenos s√≠mbolos j√° est√£o em praticamente todo lugar e s√£o amplamente utilizados nas redes sociais. Mas ser√° que todos veem os emojis da mesma forma? Por causa da subjetividade das carinhas e das varia√ß√Ķes entre as plataformas, n√£o.

12622476_1027955960560151_8720408183504949303_o

O GroupLens, um laboratório de pesquisas que faz parte do Departamento de Ciência da Computação e Engenharia da Universidade de Minnesota (EUA), se dedicou a estudar o potencial para falhas de comunicação com os emojis. Afinal, sabemos que os desenhos variam muito dependendo da plataforma.

Eles v√£o publicar um artigo em maio sobre o assunto, que est√° dispon√≠vel aqui (PDF). Essa fragmenta√ß√£o, segundo o laborat√≥rio, pode causar interpreta√ß√Ķes erradas, algumas at√© significativas para o real entendimento do conte√ļdo que o remetente da mensagem quer passar. Duvida? Observe a imagem abaixo, que mostra o mesmo emoji em v√°rias plataformas:

diferenca-emoji-1

O emoji acima faz parte do Unicode 6.0, lan√ßado em 2010, e tem o nome de ‚Äúgrinning face with smiling eyes‚ÄĚ (rosto sorridente, em tradu√ß√£o livre). O GroupLens constatou que ele pode gerar diferentes interpreta√ß√Ķes de acordo com a plataforma, por representar express√Ķes diferentes, como veremos mais abaixo. A descri√ß√£o dele na Emojipedia tamb√©m esclarece o caso:

Devido à popularidade do design do emoji da Apple, ele é geralmente usado para representar uma expressão de careta, em vez de um sorriso. O desenho do Google e da Microsoft para esse emoji chega mais perto de como ele deveria ser representado em todas as plataformas.

Essas descri√ß√Ķes foram propostas por Apple e Google e aceitas pelo Cons√≥rcio Unicode na vers√£o 6.0, que basicamente lan√ßou todos os emojis de express√Ķes faciais que s√£o amplamente utilizados atualmente.

A discuss√£o se estende tamb√©m para o emoji com as duas m√£os juntas, que pode significar ‚Äúpor favor‚ÄĚ ou ‚Äúobrigado‚ÄĚ na cultura japonesa, mas no ocidente √© usado para indicar que o remetente est√° rezando. Para algumas pessoas, ele tamb√©m significa um high five (‚Äúbate aqui!‚ÄĚ).

Para colocar essa inconsist√™ncia √† prova, eles mostraram cinco vers√Ķes do mesmo emoji para mais de 300 pessoas, que precisavam responder quatro perguntas sobre os 22 emojis de express√Ķes humanas mais populares. Os entrevistados eram convidados a descrever os emojis e julgar o sentimento deles, de extremamente negativo (-5) para extremamente positivo (+5).

diferenca-emoji-1-2

diferenca-emoji-1-3

A disparidade voc√™ pode ver na escala acima. Os pesquisadores apontam que h√°, sim, um potencial para falhas na comunica√ß√£o. Dos 22 emojis testados, nove t√™m uma varia√ß√£o de mais de dois pontos na escala. Isso, vale lembrar, da interpreta√ß√£o √ļnica das pessoas dos emojis mostrados.

Imagine que alguém que tem um iPhone está conversando com um usuário de Android, com uma versão pura do sistema. O segundo, da plataforma do Google, envia o emoji acima para indicar uma expressão positiva (+4), mas o primeiro, da Apple, entende como uma negativa (-1). Os pesquisadores representaram essa confusão abaixo:

AcrossTextConversation-cropped-1-768x404

Nas mensagens, Abby diz que foi a um encontro e usa o emoji para representar que está feliz com isso. Bill, por outro lado, vê uma careta ao lado da mensagem e pensa que o encontro não foi tão bom. Como resposta, ele diz sentir muito pelas coisas terem ido mal. Abby fica confusa.

√Č claro, essa situa√ß√£o pode ser evitada nos mensageiros comuns como WhatsApp e Telegram, que unificam os emojis para o desenho da Apple. Mas a inten√ß√£o dos pesquisadores era mostrar que, sim, h√° uma fragmenta√ß√£o de emojis na internet e dos dispositivos conectados √† ela. S√£o 10 desenhos diferentes! Quem precisa de tudo isso?

No estudo, outra confus√£o comum foi hands, interpretado como um sinal de pare ou como uma palma na vers√£o da Apple, enquanto na do Google (que nem √© t√£o diferente) disseram que parecia mais um louvor. A descri√ß√£o oficial dele √© ‚Äúalgu√©m levantando as duas m√£os em comemora√ß√£o‚ÄĚ.

Por fim, algumas estatísticas interessantes. Os pesquisadores constataram que se você enviar um emoji por meio de duas plataformas, o remetente e o destinatário vão interpretar o emoji com 2,04 pontos de diferença na escala de sentimento criada por eles. No entanto, mesmo se o emoji for enviado dentro da mesma plataforma, a diferença é de 1,88 ponto.

diferenca-emoji-2

Acima, o resultado para os 22 emojis analisados no estudo completo. Cada barra do gráfico mostra a diferença da pontuação de sentimentos mal interpretados nas cinco plataformas. A linha dentro do gráfico representa a disparidade média na interpretação. Quanta diferença!

Os pesquisadores ainda observaram que a mensagem que acompanha o emoji pode tornar o desenho menos amb√≠guo. E, claro, a idade (e cultura, forma√ß√£o t√©cnica) influenciam a interpreta√ß√£o que o emoji ter√°. ‚ÄúTeorias psicolingu√≠sticas sugerem que a interpreta√ß√£o tem que ser consistente entre ambas as partes de uma conversa para evitar desafios na comunica√ß√£o‚ÄĚ, dizem os pesquisadores.

Segundo eles, vários jovens argumentam que o emoji representa uma mudança fundamental no uso da linguagem. E, com todas essas falhas de comunicação que um emoji pode causar, é realmente bom que chegamos em um consenso do que aquela carinha sorrindo significa (e várias outras).

Você já foi mal interpretado por causa de um emoji?