Em beta público desde o ano passado, o Vivaldi chegou à versão 1.0 nesta quarta-feira (6). Liderado pelo ex-CEO da Opera Software, Jon von Tetzchner, o navegador tem uma proposta bem definida: em vez de querer agradar a todo mundo e simplificar as coisas, o Vivaldi pretende conquistar os usuários mais avançados, que exigem funções e um nível de personalização que os browsers atuais não têm.

Tanto é assim que, no anúncio do lançamento da primeira versão estável do Vivaldi, o título menciona que o navegador “não é para todo mundo, só para você”. Ele é baseado no motor Blink, o mesmo utilizado no Chrome, mas traz recursos que lembram os velhos tempos do Opera, como suporte a gestos, anotações em texto (sim!) e melhor gerenciamento de abas.

vivaldi

Minha primeiras impressões, de um usuário habituado ao Safari e Chrome, é que a interface do Vivaldi parece carregada à primeira vista, mas isso faz parte da proposta do navegador: “Enquanto outros navegadores removem recursos, o Vivaldi acrescenta funcionalidades e opções poderosas de personalização para ajudar os usuários mais exigentes da web a melhorarem sua produtividade e eficiência”, diz o anúncio.

Há algumas funções nativas bem interessantes, como as pilhas de abas, que reduzem a bagunça de quem mantém muitas abas abertas e ainda permitem a visualização de múltiplas páginas simultaneamente; e os painéis laterais, que abrigam os favoritos, downloads e notas, além de suportarem qualquer página da web, assim, você pode acompanhar o Twitter no canto da tela enquanto navega por outros sites, por exemplo.

Até pelo foco do Vivaldi, é improvável que ele conquiste uma grande fatia de mercado. No entanto, assim como aconteceu com o Opera, ele deve construir uma base de usuários fieis, incluindo os órfãos do antigo navegador norueguês. Um detalhe que deve facilitar bastante a migração para o Vivaldi é que ele suporta as extensões do Chrome — mas talvez você não precise de muitas delas, já que vários recursos foram embutidos.

Para o futuro, os desenvolvedores planejam lançar o Vivaldi Sync, que permitirá a sincronização de configurações, favoritos e senhas entre dispositivos; a integração com o cliente de email M3, utilizado no antigo Opera e abandonado na transição para o WebKit; e versões para dispositivos móveis. Você pode participar do desenvolvimento do Vivaldi por meio da comunidade do navegador, formada por blogs e fóruns (qualquer semelhança com o My Opera não é mera coincidência).

Se você está insatisfeito com seu navegador atual, o Vivaldi é uma forte opção a se considerar. Ele está disponível para Windows, OS X e Linux. O download é gratuito e pode ser feito no site oficial.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

senna_4ever

agora ja tem

Lucas Scalia
Uma coisa que me incomoda bastante é o fato de quando maximizo um vídeo pra tela cheia ele aumenta travadão (ao contrário do Firefox, que aumenta em fade preto). Você saberia me dizer uma forma de conseguir ativar isso no Vivaldi?
Tiago Ferrari
Eu tenho usado ele à meses e tem me agradado muito. Apesar de ter muitos recursos e ser muito customizavel ele é bem mais leve e estável que o Chrome. Muito recomendado!
Andrew Hartmann Cheles
Mesma coisa aqui, quando lançar a sincronização pela nuvem eu migro de vez.
tiagoluz8
o AVG é mais vírus que o Vivaldi, pode ficar tranquilo.
Compadre Washington
Alguém ai já testou o UC Browser para PC ??
Marcos Oliveira
Rapaz... Usei ele no trabalho hoje... Me surpreendeu pela rapidez na renderização e pelas inúmeras opções de personalização. Dá até pra jogar a barra de endereços para a parte inferior, o que melhora muito a legibilidade! Gostei MUITO! Pela primeira vez um browser tá me fazendo achar que vale a pena deixar o Chrome! Vida longa ao Vivaldi!!!
Arthur Dubeux
Impressionado com a rapidez do navegador. Há pequenas coisas que se no caso eu pudesse mudar eu mudaria (como adicionar um download manager mais bonito) mas nada que me faça pensar diferente. Muito bom trabalho e acho que este vai ser meu navegador secundário e primário ao mesmo tempo.
Mario Junior ?????????
Desinstale essa caca, baixe o navegador e seja feliz. :)
Dactar
É só ir em "ícone do vivaldi no canto superior esquerdo da tela" > opções > configurações > pesquisa > "caixa de pesquisa na barra de endereços" e desativar a função. Ou apertar Alt + P e ir direto em configurações.
Dactar
Isso acontece. Mas se o site for o oficial não tem problemas, é óbvio que não é um vírus, mesmo o programa alertando sobre. O arquivo para windows se chama Vivaldi.1.0.435.42. exe, e mesmo eu tendo um 64bit, eu instalei a versão 32bit e está tranquilo.
Dactar
Em relação a memória, está consumindo menos que o Firefox. No quesito processamento no Youtube, por exemplo, meu cpu fica em torno de 25% a 30% com ele, e no Firefox a coisa fica em 15% e 20%. E detalhe, a frequência de operação na raposa fica em 2,5 Ghz enquanto que no compositor fica em torno de 2,45Ghz. Mesmo assim estou testando ele desde ontem e estou gostando bastante.
Weslly Barros
Alguém sabe se da para fazer a sincronia de favoritos do chrome com o Vivaldi?
Fabiano Forte
Tentei baixar o Vivaldi pelo site deles, mas o AVG emitiu um alerta dizendo que o executável se tratava de um vírus. Por precaução, deletei. Alguém mais chegou a ter esse problema, antes de instalar?
Luciano Paranhos
To usando e gostando do navegador. Mas tem uma coisa que eu queria fazer e não estou encontrando onde. É editar a barra de ferramentas pra remover o campo Pesquisa e deixar apenas o de endereço.
Exibir mais comentários