Início / Arquivos / Antivírus e Segurança /

Uma simples troca de data pode inutilizar um iPhone

Basta voltar o calendário para 1º de janeiro de 1970 para transformar um iPhone num peso de papel

Paulo Higa

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

A Apple tem um sério problema com calendários. Quando um ano bissexto começa, um horário de verão termina ou você muda de fuso horário, a gente sabe que algum produto da maçã vai dar pau. Uma falha recém-descoberta é bem grave: nos iPhones mais novos, se você alterar a data do aparelho para 1º de janeiro de 1970 e reiniciá-lo, ele simplesmente para de funcionar.

ios-falha-1970

O problema foi divulgado por um usuário do Reddit e, até onde se sabe, afeta qualquer dispositivo que rode iOS e tenha um processador de 64 bits, o que significa que os iPhones 5s ou mais recentes estão sujeitos à falha. Depois de voltar a data para 1970 e desligar o aparelho, o iPhone não ligará novamente. A tela de boot, com a marca da Apple, chega a aparecer, mas não é possível fazer mais nada.

Este vídeo mostra o que acontece:

Não pergunte como (e por que) alguém conseguiu descobrir o problema — é necessário uma bela dose de paciência para conseguir voltar o calendário do iPhone para 1970. Mas a falha certamente está relacionada ao fato de que 1º de janeiro de 1970 é o marco zero no calendário dos sistemas operacionais baseados em Unix. O horário Unix é o número de segundos que se passou desde esse dia (no momento em que escrevo este parágrafo, o relógio marca 1455292939).

Esse é um problema sério porque o smartphone precisa ser reparado fisicamente se algum engraçadinho mudar a data do aparelho de propósito. Por enquanto, não há nada que você possa fazer por software para reviver um iPhone que pensa estar em 1970, nem mesmo colocando o dispositivo em modo de recuperação.

Além disso, teoricamente é possível inutilizar um iPhone mesmo sem acesso físico, logo, não basta impedir que alguém tente voltar a data do seu celular. Como os computadores costumam sincronizar o horário com um servidor NTP, um hacker poderia, por exemplo, enviar um comando remoto para voltar a data de todos os iPhones conectados a uma rede para 1º de janeiro de 1970, em um ataque hipotético.

Mais um ano, mais uma falha de calendário na Apple.