Pelo visto, aquele cafezinho pode ter sido um dos últimos momentos de paz entre as ex-parceiras Apple e Google. De acordo com uma pesquisa feita pela empresa AdMob, apesar do todo-poderoso iPhone ainda ser rei na navegação na web via celular de uns tempos para cá seu império vem diminuindo de tamanho no mercado dos EUA, cedendo espaço sobretudo a aparelhos equipados com o programa da gigante da web.

Os números levantados pela companhia mostram que o número de conexões móveis cresceu 192% nos últimos 12 meses e que a balança talvez esteja pendendo para o lado do Google nos últimos tempos. Entre os meses de julho e fevereiro o iPhone viu sua participação nas navegadas norte-americanas cair de 68% para 45%, enquanto os aparelhos com o Android começaram o que parece ser uma jornada para o infinito e além, pulando de modestos 10% para 43% do período.

No resto do mundo a situação é bem mais confortável para o aparelho da Apple, que registra 50% de preferência dos usuários enquanto seu concorrente amarga 19% e fica atrás até mesmo do Symbiam, que é o segundo colocado com 23%. Já Blackberries, Palm e Windows Mobile apenas fazem figuração na briga, registrando, juntos, participação de 14%.

Por algum tempo, a Apple e o Google tiveram relações cordiais, em que serviços do gigante da web podiam ser encontrados rodando de maneira nativa em alguns programas da empresa da maçã. A relação entre as duas companhias foi azedar depois de que justamente o Android foi apresentado para combater o iPhone.

Comentários

Envie uma pergunta