Início / Arquivos / Celular /

Anatel homologa smartphone da Lenovo, o A7010

Jean Prado

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Revirando o SGCH da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), encontrei uma homologação um pouco curiosa: um smartphone de modelo A7010a48 cuja fabricante é a Lenovo. Sim, aquela fabricante que comprou a Motorola há quase dois anos pretende lançar um smartphone no Brasil.

Como de costume, ainda não há muitas informações sobre o produto, mas os documentos da Anatel revelam algumas especificações. Entre elas, há o suporte à nossa rede 4G, dois chips, Wi-Fi no padrão 802.11ac de 2,4 e 5 GHz, módulo NFC e bateria não removível. O certificado de conformidade também indica que a caixa vem com um carregador de 2 A e fones de ouvido, modelo 5H39A6MYB4.

lenovo-a7010

Jogando o modelo do smartphone no Google, caí num site de vendas romeno que mostra algumas especificações e uma renderização em alta resolução do smartphone, disponível acima. O processador é um MediaTek MT6753 de 64 bits com oito núcleos Cortex-A53 (semelhante ao Snapdragon 615), 2 GB de RAM e 8 GB de memória interna (só?), com entrada para microSD de até 128 GB.

O site também indica que o A7010 roda Android 5.1 Lollipop e deve ter uma tela de 5,5 polegadas com resolução de 1920×1080 pixels, além de câmera traseira de 13 MP com flash duplo e uma frontal de 5 MP. As informações de conexão condizem com o certificado da Anatel, indicando que algumas especificações devem bater com a variante brasileira.

Por fim, esse smartphone da Lenovo tem alguns destaques que são difíceis de aparecer em aparelhos de baixo ou médio custo. Além da resolução da tela e do sensor, o A7010 tem dois alto-falantes na parte frontal, indicando um som estéreo Dolby ATMOS. Também há, segundo o site, três microfones para reduzir o ruído ambiente e proporcionar uma qualidade de áudio superior.

Um smartphone com esse modelo ainda não foi lançado lá fora, mas há modelos como o A6000 e A7000 que são vendidos na Índia ― apenas low e mid-ends, no entanto. É uma decisão curiosa da Lenovo trazer a série A para o Brasil, mas imagino que o A7010 seja um bom concorrente para o Redmi 2 Pro, da Xiaomi.

Não dá para saber se exatamente essas especificações se repetirão na variante brasileira, uma vez que a Motorola (sim, a Motorola, não a Lenovo) solicitou restrição temporária do manual, fotos e nome comercial até o dia 4 de janeiro de 2016. Espera-se que o smartphone deve ser apresentado antes dessa data, portanto ― se a Lenovo for esperta, a tempo das vendas de final de ano.