Início / Arquivos / Curiosidades /

Impressão 3D mostra como seu rosto ficará depois de uma cirurgia plástica

Emerson Alecrim

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Para auxiliar o paciente a decidir por uma cirurgia plástica, algumas clínicas usam fotos manipuladas ou softwares de modelagem virtual para dar noção do resultado esperado para o procedimento. Mas agora há outra opção disponível: a criação de modelos do rosto da pessoa em impressoras 3D.

Rosto - impressora 3D

A ideia, que não é exatamente nova, agradou tanto ao cirurgião plástico Carrie Stern que ele montou uma empresa especializada no assunto, a MirrorMe3D. O que a companhia faz, basicamente, é capturar imagens do rosto, realizar as mudanças a serem feitas na cirurgia e finalmente imprimir o modelo.

Stern explica que, via de regra, os pacientes não são bons em assimilar simulações tridimensionais mostradas na tela do computador. Com a impressora 3D é diferente. O impresso dá noção clara de profundidade e formas, assim, fica muito mais fácil para a pessoa decidir se realiza o procedimento ou não.

Além de cirurgias na face, a impressora 3D pode ser utilizada para dar ideia do resultado de uma operação nos seios. Também é possível utilizar os serviços da MirrorMe3D apenas para ter uma réplica do seu rosto. Stern dá a entender que o número de pessoas que recorrem à empresa só para isso não é pequeno. As impressões custam a partir de US$ 60.

Rosto - impressora 3D

O empreendimento de Stern é mais uma prova do espaço que as impressoras 3D estão conquistando na medicina. O caso da MirrorMe3D talvez pareça banal para algumas pessoas (afinal, os serviços da empresa estão ligados à vaidade), mas vale lembrar que cada vez mais vemos impressões 3D servindo de prótese e ajudando no planejamento de cirurgias complexas.

Em um dos casos mais recentes, modelos feitos em impressora 3D ajudaram médicos na separação de gêmeas siamesas chinesas que nasceram ligadas pela parte inferior da coluna. As impressões permitiram uma análise muito mais precisa da estrutura óssea das meninas, contribuindo enormemente para o planejamento da cirurgia. O procedimento foi um sucesso.

Com informações: Quartz