Você tenta acessar um site a partir do smartphone, mas a conexão é tão lenta que dá vontade de desistir. Infelizmente, esse é um problema muito comum no Brasil, razão pela qual o Google resolveu dar uma forcinha: dentro de duas semanas, a companhia ativará um recurso em aparelhos com Android que resultará em carregamento mais rápido de páginas.

A novidade funcionará no Chrome, no navegador padrão da plataforma e no app de busca do Google. Quando uma conexão lenta à internet for detectada, os browsers carregarão, automaticamente, versões mais leves dos sites solicitados.

Google - páginas mais leves

Para isso, o Google fará uso de várias técnicas, como compressão de imagens, remoção de funções em JavaScript menos importantes e redução de CSS. O resultado final será uma página mais simples e até menos bonita, mas “light”.

É claro que, eventualmente, a técnica poderá prejudicar a exibição de determinadas páginas ou de recursos importantes. Por causa dessas situações, o Google sempre dará ao usuário a opção de carregar a página original sem nenhum tipo de compressão.

Por parte da empresa, há grandes expectativas em relação ao recurso. O Google já habilitou a técnica na Indonésia e constatou que, por lá, houve aumento de 50% nos acessos a sites a partir de dispositivos móveis.

Segundo a companhia, o macete faz as páginas carregarem até quatro vezes mais rápido e reduz o download de dados em até 80%. Isso significa que, além de esperar menos para visualizar sites, os usuários terão economia, ainda que ligeira, na franquia de dados do seu plano móvel.

A preocupação do Google com o assunto não é mero capricho. O acesso à internet a partir de dispositivos móveis cresce em ritmo acelerado, logo, a companhia precisa otimizar ao máximo a experiência de navegação mobile para se manter relevante no segmento.

É esse mesmo motivo que, em abril, levou a companhia a exibir, prioritariamente, links de páginas otimizadas para dispositivos móveis nos resultados das buscas.

Além do Brasil, o recurso de páginas leves será disponibilizado na Índia.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Dudu Correa
Internet pré paga no Brasil é muito lenta! Em pleno ano de 2015, o país que foi sede da Copa do Mundo da FIFA não ter disponibilidade de um serviço de internet rápida e acessível é vergonhoso!
Yago G.
Sempre gostei do Opera, principalmente quando a modinha era instalar o chrome. Meses atrás ~revivi~ um nokia 5130. Tentei usar o facebook e quase não consegui. Não sei, talvez a minha impressão fosse de que naquela época do GPRS, EDGE era coisa mais rápida do mundo.
jairo
Boa iniciativa , excelente para países do 3o mundo ( nosso caso)
Louis
Pela minha experiência o Opera está há anos luz em relação ao Chrome. Nem vale a pena pensar em mudar.
Anthony Fernando
Opera Mini faz isso com muita eficiência, lembro quando usava o 3G da vivo com franquia de 200 MB e passava quase 2 semanas usando.
JoaoRicardo_RM
Apesar do 3G ter melhorado bastante onde moro, jamais tiro o Opera Mini do celular. Os caras são pioneiros nessa função e rodava de forma aceitável até em celulares com J2ME. O Google trazendo essa mesma funcionalidade no Chrome talvez me faça abandonar o Opera, caso seja tão bom quanto.
Bruno
Ué...já fiquei uma vez com o 3g lento pra caramba e carregou a página com o mesmo visual do vídeo. Estava em fase beta e agora é a versão final do recurso? PS: Uso um xiaomi redmi 1s.
Douglas de Souza Luz
Dá até uma tristeza ao ver a velocidade da nossa internet móvel. Fora os inumeros problemas com as operadoras. Hoje, por exemplo, minha internet móvel simplesmente não está funcionando, estou conectado no 3g mas nenhum site ou app carrega os dados.
Mithsiel
Mas ainda assim você receberá mensagem da operadora falando que você excedeu o limite da franquia apenas por ter aberto um site qualquer.
Luander Falqueto Beltrame
No Brasil esse recurso só vai desativar quando conectar no 4G.