Início » Arquivos » Telecomunicações » Google encaminha multas para clientes que baixam conteúdo pirata pelo Google Fiber

Google encaminha multas para clientes que baixam conteúdo pirata pelo Google Fiber

Paulo Higa Por

google-fiber-speedtest

O Google Fiber, que oferece conexão de 1 gigabit por segundo ao custo de US$ 70 por mês, está encaminhando multas para clientes que baixam conteúdo pirata através do serviço de internet por fibra óptica da empresa. Os pagamentos chegam a US$ 300 e os usuários são alertados por email, junto com um aviso de suspensão de conexão caso os downloads continuem.

Mas espere: esse tipo de multa é relativamente comum nos Estados Unidos. Existem empresas, como a Rightscorp e a CEG TEK, que têm como objetivo localizar e multar internautas que violam direitos autorais de músicas, filmes e jogos. Essas companhias coletam o dinheiro e encaminham parte da receita das multas para os produtores de conteúdo.

Então qual a polêmica? Bom, quando as empresas encontram alguém que está baixando conteúdo pirata, elas enviam cartas automáticas para as operadoras, que então deveriam encaminhar a demanda para o tal infrator. O Google Fiber está fazendo justamente isso. Só que essa não é uma unanimidade: na verdade, grandes operadoras, como AT&T, Comcast e Verizon, se recusam a encaminhá-las.

Parte do email enviado pelo Google Fiber aos pirateiros

Parte do email enviado pelo Google Fiber aos pirateiros

A alegação das operadoras é que os clientes devem ser protegidos de falsas acusações. A Comcast, maior empresa de banda larga dos Estados Unidos, pega a carta original (com o texto ameaçador e a multa de centenas de dólares) e simplesmente substitui todas as ameaças por um texto padrão, dizendo que a operadora recebeu uma reclamação e que isso não é legal. A multa, então, não chega ao cliente.

O TorrentFreak, portanto, diz que a prática do Google, de encaminhar multas para os usuários, é “surpreendente, já que a empresa tem um bom histórico em proteger os interesses dos consumidores”. Pelas leis norte-americanas, as operadoras não têm obrigação de encaminhar por completo as ameaças aos clientes. O Google não se pronunciou.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Ricardo Yamaguchi
Nada a ver. O Windows pode ser comprado. Uma vez comprado, pode-se baixar e instalar na máquina licenciada. A forma padrão de se obtê-lo é assim: pagando. Simples. Se quiser de graça, acostume-se com o Linux. Tem várias distros interessantes. Mas se vc gosta de game, realmente, tem que pagar o Windows.
Bruno
210 reais por 1 gigabit de Internet? nossa, que inveja!
Rodrigo Reinaux
Depois de tentar imaginar (e não conseguir) o que é baixar um arquivo com a velocidade da foto, eu cheguei à conclusão que essa de não enviar as multas é um boicote das operadoras ao Google. Isso porque elas tem medo da concorrência. Viajei demais na teoria da conspiração?
Chicken Little
Troca M por K que parece mais a nossa realidade
Talles
Corretíssimo, são serviços de ótima qualidade... Não vou ser hipócrita, já usufrui da pirataria, mas uma coisa eu afirmo, desde o meu primeiro emprego venho mudando minha forma de pensar, e hoje, posso dizer que não utilizo mais.
Yan Gabriel Minário
Eu pago Netflix e Spotify mas mesmo assim ainda tem muita coisa que eu gosto que não está lá. O que fazer? Piratear o que não está lá.
SPO
Sim, isso ocorreu durante um tempo nos EUA e mantém a coisa um pouco sob controle, mas não muito. Nos outros países, ocorre igual ao Brasil ou até pior. Eu conheço França e Inglaterra, assim como Portugal e Espanha e ninguém deixa de baixar um torrent de filme ou um programa qualquer. Dizer que é só no Brasil é o famoso complexo de vira-lata.
Manoel Guedes
Você viu o print que inicia o artigo? Aqui no Brasil temos limite de download no Google Fiber não. http://www.anatel.gov.br/Portal/exibirPortalNoticias.do?acao=carregaNoticia&codigo=31402
PKX
Não é tão simples assim, nos EUA, França, Inglaterra, e muitos outros países rolam multas e prisões. Conheço vários americanos que não pirateiam porque já tiveram amigos presos ou enfrentando julgamento por baixar um filme apenas.
PKX
Desculpa esfarrapada de quem não quer dar suporte a quem produz conteúdo. Quer músicas? Tem Spotify, Rdio, Deezer, de graça, ou pague 15 reais (e nem venha me dizer que isso é caro) Quer filmes? Neftlix (uns 17 reais tb), e quem já paga TV com pacote de filmes tem Telecine Play por exemplo Games? Steam, Nuuvem, etc, games baratos e promoções Uma coisa é baixar conteúdo não disponível no seu país, até concordo pois lançamentos de séries deviam ser mundiais, agora, baixar o que tá disponível em plataformas de custo competitivo é sacanagem mesmo.
PKX
Exato, a criptografia só evita o traffic shaping por parte do provedor.
Lucas Dias
... Mas pra que eu vou querer uma conexão super rápida para não poder naquilo que mais demanda rede? Meus torrents! Pra ficar no youtube???
Tiago Celestino
Do Be Evil!!!
Kleiton Vasconcelos
Mas... Com conexão de 1 Gigabite, o maximo de down que o cara vai conseguir é 100MB/s. Ta certo.
Vader
se usar o Tor, por exemplo? a Google vai saber?
Exibir mais comentários