Início » Arquivos » Inteligência Artificial » Google e Johnson & Johnson unem forças para criar robôs cirúrgicos

Google e Johnson & Johnson unem forças para criar robôs cirúrgicos

Emerson Alecrim Por

O Google vive se envolvendo em projetos pouco ou nada relacionados aos seus negócios atuais. A investida mais recente tem relação com o ramo médico: a companhia ajudará a Johnson & Johnson a desenvolver robôs que atuarão em procedimentos cirúrgicos. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (27).

Para ser mais exato, o Google colaborará com a Ethicon, divisão da Johnson & Johnson especializada em equipamentos médicos. Ambas as empresas esperam trocar experiência, conhecimento e propriedade intelectual (patentes).

A ideia, vale frisar, não visa substituir os médicos, mas auxiliá-los. As máquinas têm precisão milimétrica nos movimentos, portanto, podem ajudar os profissionais na realização de procedimentos minimamente invasivos, diminuindo o risco de complicações e permitindo que o paciente se recupere mais rapidamente.

Os robôs também possibilitam cirurgias remotas. Um médico especializado em determinado procedimento pode realizar uma operação emergencial em um paciente que está a quilômetros de distância controlando remotamente uma máquina.

Robô-cirurgião

Toparia ser operado por uma máquina assim?

Já há robôs voltados a tais fins? Claro que sim. O que Johnson & Johnson e Google querem é dar o próximo passo. Além de robôs para uso nas cirurgias, a parceria deve levar ao desenvolvimento de tecnologias que fornecem aos cirurgiões imagens precisas do procedimento e análise de dados em tempo real, por exemplo.

A Ethicon tem mais de 60 anos de mercado, portanto, tem toda uma estrutura para dar forma a um projeto como esse. Mas, em relação ao Google, não se sabe exatamente qual departamento contribuirá com o projeto.

É possível que a colaboração venha do Google X. Esse laboratório tem um histórico de pesquisas médicas pequeno, mas impressionante: é ali que estão as lentes que medem níveis de glicose em diabéticos, as nanopartículas que prometem identificar doenças como câncer e a pesquisa que tenta desvendar os mistérios da esclerose múltipla.

Pode ser também que as contribuições venham da Boston Dynamics. A empresa desenvolve robôs tão impressionantes – como o que aparece no vídeo abaixo – que foi adquirida pelo Google no final de 2013.

Infelizmente, ainda não há detalhes. Nenhuma das partes revelou os valores envolvidos no acordo, tampouco quando os primeiros robôs deverão aparecer, por exemplo.

Com informações: TechCrunch

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Rian
Quanto a maquina sim, mais o alien ai já é outra questão...
Lidiane Coelho
vamos ver como sera essa parceria Gente! Já ouviram falar da WebGD? É uma empresa que te paga para você postar anúncios no seu Facebook! Vejam: www.webgd.net/4427
Luiz Claudio Eudes Corrêa
Sei não, Johnson & Johnson tudo bem, eles lidam com saúde deste os tempos da pedra lascada, mas se depender do Dr. Google é tudo cancer!
Pedro Augusto
Mais um passo a caminho das operações médicas através de robôs. Pelo visto aquela cena de 'Prometheus', onde a personagem tira o alien de dentro de si numa máquina está no caminho de se tornar realidade.